Tudo sobre UX Writing: o que é e como aplicar no seu dia a dia

Kim Viau Por Kim Viau em 24 novembro, 2021 ~ 6 minutos de leitura
Tudo sobre UX Writing: o que é e como aplicar no seu dia a dia

Você já ouviu falar em UX Writing? É um termo relativamente novo que vem ganhando força e crescendo muito atualmente.

O que é percebido, inclusive, na alta procura de profissionais no mercado de produção de conteúdo desde o início da pandemia do Covid-19

Então, se você não sabe o que é UX Writing ou se sabe, mas quer saber quanto ganha um UX Writer e como aplicar essa técnica, continue a leitura para se destacar como profissional de marketing de conteúdo! 

O que é UX Writing?

Antes de explicarmos o que é UX Writing, é necessário entender o que é UX

Trata-se do termo em inglês User Experience, que em português significa Experiência do Usuário.

Como o próprio nome sugere, UX se refere à interação do usuário seja com produtos, seja com os serviços de uma marca. O que, por sua vez, resulta em uma percepção positiva ou negativa das soluções oferecidas.

Dito isso, vamos à próxima pergunta: e o que significa Writing

Writing nada mais é que “escrita” em tradução literal. Portanto, a junção de UX + Writing gera o conceito de escrita focada na experiência do usuário.

Essa estratégia de conteúdo se refere a textos para produtos digitais – tanto em sites quanto em aplicativos e chatbots. Durante uma agradável leitura, o usuário percebe exatamente o que precisa ser feito para conseguir o que deseja.

Logo, a comunicação na escrita precisa ser clara, objetiva e fácil de entender. 

Como fazer UX Writing?

A comunicação no conceito de UX Writing inicia-se desde o processo de Design e se desenvolve em conjunto com o Marketing.

O que nos leva ao microcopy (ou microtexto, em português), sendo ele desenvolvido para a interface digital, isto é, escrito em espaços bem delimitados. O objetivo é motivar, conduzir, engajar e até mesmo fornecer feedback ao usuário.

Por esse motivo a estratégia UX Writing é baseada na arquitetura da informação, usabilidade de textos em diferentes dispositivos e na semântica.

Tudo isso deve ser vinculado à personalidade da marca, pois é essa característica que irá refletir a autoridade da mesma. Essa personalidade é construída, principalmente, através da linguagem.

A linguagem, por sua vez, deve ser definida com base no público alvo e/ou persona, visto que tem o poder de influenciar os usuários.

Além disso, os fatores que requerem atenção na hora de construir o microcopy para UX Writing são:

Definição de tom de voz da marca

Neste caso, faz-se necessário estabelecer um guia de quem é, como pensa, como se comporta e como fala a marca.

A hierarquia das informações e as palavras-chave a serem usadas também devem ser definidas.

Construção de vocabulário e estilo

Para isso é preciso ter o entendimento de conceitos e padrões de redação.

Assim como normas de estilo para garantir uma comunicação coerente de acordo com diferentes tipos de conteúdo e com os diferentes tipos de públicos.

Auditoria de conteúdo

Como em toda estratégia de marketing, o conteúdo deve passar por um processo de análise e validação. 

Boas práticas de escrita para interface

Vale destacar que na microcopy é importante ter detalhes e diferentes componentes na interface.

Como é o caso de botões – que também incluem as famosas CTA’s –, uso de cores diferentes e mensagens de erro, de confirmação e de agradecimento.

Arquitetura da Informação

O objetivo aqui é tornar eficaz e eficiente a interação entre o usuário e a interface.

Por esse motivo, nessa estratégia de experiência de leitura do usuário a equipe de desenvolvimento deve se atentar a alguns elementos importantes como:

  • empty states;
  • tooltips;
  • campos de busca;
  • notificações.

Usabilidade e Semântica

Uma maneira simples de proporcionar melhor usabilidade é facilitar a compreensão através de palavras que façam parte do dia a dia dos usuários.

Portanto, evite ao máximo usar termos técnicos e, caso realmente precise usá-los, tente explicá-los de forma simples e direta. 

Busca de Feedbacks

Quando falamos de UX, o consentimento é que testes de usabilidade são imprescindíveis. Logo, o mesmo vale para a escrita! 

Então procure sempre receber feedbacks sobre o que as pessoas acham e como elas se sentem ao ler os seus textos. 

Vimos que, resumidamente, para criar UX Writing de forma eficiente você deve guiar o usuário e facilitar a sua tomada de ação, além de destacar a personalidade da marca para gerar impactos positivos e mensuráveis.

Em vista disso, procure entender as necessidades e identificar as oportunidades ao longo da comunicação. E se você está pensando como é chamado esse tipo de profissional, saiba que se tratam dos UX Writers.

Quanto ganha um UX Writer?

Até este ponto você já compreendeu o que faz um UX Writer. 

De acordo com o Glassdoor, um dos maiores sites sobre vagas e recrutamento do mundo, o rendimento médio mensal de redatores especializados na experiência do usuário no Brasil é de R$ 4.629.

Essa estimativa de salário foi baseada em 54 salários enviados de forma sigilosa por pessoas com o cargo de UX Writer. Caso você deseje filtrar a média salarial de acordo com a sua região, basta clicar aqui.

Para se inserir nesse mercado você também pode investir no curso de UX Writing. Ou, se preferir, dá só uma olhada nesses dois livros excelentes que abordam o tema de forma didática e direta:

Saiba também que a técnica UX writing vai muito além da escrita, já que precisa funcionar de forma integrada com outros setores. Como mencionado ao longo deste conteúdo, dentro do ambiente colaborativo podemos citar os times de design e desenvolvimento.

Afinal, é somente através do contato e da interação direta com designers e desenvolvedores que se torna possível produzir o conteúdo mais adequado para cada plataforma.

Sem contar que, mesmo básico, o conhecimento em programação pode ser um diferencial para o redator UX Writer!

Como montar um portfólio de UX Writer?

O Storytelling é sempre uma excelente estratégia em portfólios das áreas de criação. 

Afinal, apresentar a história por trás do seu trabalho e quem você é e onde pretende chegar é um bom diferencial antes mesmo da entrevista. 

A partir disso, o portfólio de UX Writer deve disponibilizar os conteúdos que você desenvolveu, assim como os resultados que eles geraram dentro da respectiva estratégia. 

Para isso, cases de sucesso são realmente relevantes.  Então dê um destaque ao problema, o processo de criação e o resultado. Ao explicar o processo de criação vale, inclusive o 

Não somente isso, seu portfólio precisa destacar sua marca pessoal,