Newsletter – o que é e como criar uma

Newsletter – o que é e como criar uma

Que o e-mail marketing tem um grande potencial de alcançar novos clientes, não há dúvidas. Mas talvez você não saiba que a newsletter é uma peça fundamental para essa estratégia. 

Isso porque ela ajuda a estreitar a relação com os possíveis clientes, trazendo informações relevantes, que foram solicitadas anteriormente por eles.  

Neste artigo você vai entender o que é a newsletter e como fazê-la da melhor forma. Com isso, conseguirá incrementar suas estratégias de inbound marketing, tornando a comunicação com seus leads mais fluida e aumentando as suas chances de vendas.

O que é uma newsletter?

A newsletter é um e-mail enviado periodicamente para uma lista de pessoas que se cadastraram com o interesse de recebê-las. Por meio de formulários, as pessoas assinam a newsletter, com a expectativa de receber conteúdos relevantes sobre o seu negócio ou nicho.

O principal objetivo da newsletter é informar aos leitores sobre novidades ou ensiná-los sobre algo. O lançamento de uma nova funcionalidade, de uma campanha, um tutorial ou a publicação de um novo artigo no seu blog, são exemplos de assuntos que podem ser abordados na newsletter. 

Lembrando que o foco da newsletter é informar, e não vender diretamente. Por isso, é importante ter cuidado para que ela não se torne um e-mail de ofertas. Do contrário, as pessoas vão perder o interesse em lê-las e você vai acabar perdendo credibilidade.

Outro ponto interessante sobre as newsletters é o potencial que elas têm de estreitar a relação com seus leads ou clientes. Ao oferecer conteúdos de qualidade, alinhados com a expectativa de quem os solicitou, você reforça a sua marca e desenvolve uma relação de confiança.

Além disso, por meio da newsletter, você consegue fortalecer a nutrição da sua base de e-mails. Assim, prepara seus leads para avançarem na intenção de compra dos seus produtos. Então, mesmo a newsletter não tendo um foco comercial, indiretamente, quando bem feita, ela contribui bastante para isso.

Como criar uma newsletter?

Criar uma newsletter pode parecer algo simples, mas existem detalhes que fazem uma enorme diferença nos seus resultados. Acompanhe as etapas que separamos para que você aprenda a fazer a melhor newsletter.

Entenda as expectativas do seu público

A primeira coisa que deve ser considerada ao iniciar o disparo de newsletters é a compreensão da sua base de assinantes. Só a partir disso é que você conseguirá personalizar a comunicação e torná-la mais efetiva. Para isso você deve analisar:

  • Em que tipo de conteúdo seus assinantes têm interesse?
  • São possíveis clientes ou já compraram algum dos seus produtos? 
  • Qual é a periodicidade que eles esperam receber seus e-mails?

A partir disso, você pode segmentar sua base a fim de atingir a comunicação mais assertiva para cada pessoa. Uma vez que você aproveita as oportunidades de segmentação, consegue oferecer conteúdos de mais valor para cada pessoa. Com isso, tende a alcançar resultados melhores. 

Defina seus objetivos e metas

Depois de entender e segmentar sua base de assinantes da newsletter, é hora de definir quais são seus objetivos com a mesma. Com isso, você conseguirá medir se suas ações estão gerando os resultados esperados ou não. 

Alguns dos objetivos que podem ser alcançados com o disparo de newsletter são:

  • Aumento da quantidade de tráfego do seu site
  • Download de algum material rico
  • Divulgar eventos
  • Promover artigos publicados no seu blog

Enfim, as possibilidades são muitas. Por isso, é fundamental ter foco para alcançar aquilo que você realmente deseja com a sua newsletter. Lembrando que nesse momento é que você define também a periodicidade dos seus envios, pois deve estar alinhado com seus objetivos.

Escolha sua plataforma de disparo de e-mail  

Outro passo importantíssimo para o disparo de newsletters é definir qual plataforma de automação de marketing você usará. Hoje, no mercado, estão disponíveis várias plataformas, umas com limite de disparo, outras não, umas com layouts pré definidos e outras não. Por isso, é importante fazer uma boa pesquisa antes.

Algumas pessoas não sabem, mas disparar e-mails em massa por plataformas como Gmail ou Outlook não é recomendado. Isso porque esse tipo de comunicação tem algumas regras, que essas plataformas não são focadas em atender. Com isso, seus e-mails serão marcados como spam e podem nem chegar à caixa de entrada do destinatário.

Crie o layout do seu e-mail

Com tantas ideias e opções de layouts para newsletters que circulam pela internet, você pode facilmente se perder e acabar cometendo um grande erro, pois o melhor layout nem sempre é o mais elaborado.

Ao definir um layout dê preferência aos mais simples, que mais se assemelham a um e-mail normal. Com isso, as pessoas sentem uma proximidade maior entre o remetente e elas, pois elas sentem que o e-mail foi escrito para elas. Assim, você tem mais chances de atrair a atenção do seu público.  

Defina o conteúdo do seu e-mail

Nada de enviar conteúdos repetidos para a sua base. É fundamental selecionar conteúdos interessantes, que sejam relevantes para os seus assinantes. Acompanhe alguns tipos de conteúdos que podem ser explorados na sua newsletter:

  • Artigos do blog
  • Materiais ricos (e-books, infográficos…)
  • Divulgação de eventos
  • Mini aulas sobre determinado assunto

Vale lembrar que você pode definir os conteúdos com base na sua estratégia. Ou seja, se no momento seu foco é vender determinado serviço, você pode selecionar conteúdos relacionados a ele. Assim, você despertará o interesse na sua base, sem precisar enviar e-mails comerciais.

Nesse momento, você deve definir também qual será o assunto do seu e-mail e o remetente. Para o sucesso da sua newsletter é essencial criar um assunto que chame a atenção na caixa de entrada da sua lista de assinantes. Para isso, você pode explorar e testar modelos com vários tipos de gatilhos mentais.

Antes de disparar, faça um teste

Agora que o seu e-mail já está pronto, é hora de disparar. Mas, antes disso, é importante fazer um teste. As plataformas de automação, normalmente, já oferecem essa opção e disparam uma prévia do e-mail para o endereço que você informar.

Nessa etapa, você conseguirá identificar possíveis quebras de layout, de links ou de imagens. Assim, pode ajustar antes de fazer o disparo real para o seu público. 

Meça os resultados

Depois de disparados os e-mails, é hora de medir os resultados. Existem alguns pontos chave que você não pode deixar de analisar, que são: 

  • Taxa de entrega
  • Taxa de abertura
  • Taxa de cliques 
  • Quantidade de descadastramentos

A partir da análise desses resultados, você será capaz de identificar oportunidades de melhoria nas suas newsletters. Assim, poderá fazer os ajustes necessários para que sua estratégia dê resultados ainda melhores. 

A newsletter e o inbound marketing

Como você já deve ter percebido, a newsletter faz parte de um conjunto de estratégias de atração, nutrição e fidelização de clientes, que é o inbound marketing

Sendo assim, para alavancar ainda mais o potencial do seu negócio, é importante levar em conta outras práticas e ferramentas que farão com que seus resultados sejam ainda melhores.

Para desenvolver uma boa estratégia de inbound marketing, é essencial estar por dentro das tendências de marketing digital. Isso porque no mundo digital as coisas acontecem rápido e a competitividade é alta. Então, é preciso estar atento para se destacar.

Como essa tarefa não é simples, muitas empresas recorrem a uma agência especializada em marketing digital, como a Cia Websites. 

Aqui na Cia Websites contamos com um time de especialistas em inbound marketing e outras estratégias de marketing digital, que estão por dentro das tendências que trazem os melhores resultados. Solicite um contato e conheça nossas soluções!

Redação Cia Web Sites
Redação Cia Web Sites

Especialista em criar e otimizar sites há quase uma década. Eficiência em gerar resultados cada vez melhores, elevar o posicionamento do site e superar as expectativas dos clientes! 😉 Adora estudos, aprendizado, organização, dedicação, criatividade e "gente boa" - pessoas competentes que tornam tudo isso possível!

Comentários