6 Dicas imperdíveis para abrir uma empresa de sucesso

Abrir a própria empresa é o sonho de muita gente, não é verdade? Ter seu próprio negócio, ser chefe de si mesmo e construir algo, a partir de seus sonhos, é sempre muito tentador.

Mas, inaugurar um empreendimento que realmente seja de sucesso, não é algo fácil de se fazer. Muito menos, é feito do dia para a noite. Afinal, isso requer muita atenção e dedicação!

No Brasil, segundo os dados do GEM (Monitoramento de Empreendedorismo Global), em 2020, cerca de 25% da população está envolvida na abertura de uma empresa.

O aumento desse número, em relação aos outros anos, também pode estar relacionado à crise econômica, gerada pela pandemia, em que demissões em massa obrigaram as pessoas a empreender para gerar renda.

Desse modo, temos também o empreendedorismo que acontece pela necessidade das circunstâncias, e não pelo sonho ou objetivo de ter uma empresa para si. Mas, infelizmente, muitos desses empreendimentos acabam por não durar o suficiente, a ponto de chegarem a gerar lucro e crescer.

Então, para ter uma empresa que realmente alcance sucesso, você precisa pensar como um empreendedor — uma pessoa que vê oportunidade em cada parte de seu segmento. Com isso, separamos algumas dicas para abrir uma empresa, te auxiliando nessa caminhada. Continue lendo este artigo e confira!

6 Dicas para Abrir uma Empresa de Sucesso

Confira agora as principais dicas para abrir uma empresa, que não podem ser relevadas, de maneira alguma, na fase inicial de preparação para lançar o seu novo empreendimento.

1. Reflita sobre o que você quer empreender

Há pessoas que nascem com o perfil empreendedor. Gostam que suas ideias sejam levadas em consideração, têm certa dificuldade de lidar com chefes e hierarquias, possuem características visionárias.

Pensam sempre nas oportunidades que a vida apresenta e têm disposição para perseguirem seus sonhos. Mas, será que somente isso basta para abrir um negócio? Infelizmente, a resposta é NÃO.

Para abrir uma empresa, primeiramente, você precisa pensar no setor em que quer inserir seu negócio. Ou seja, definir o segmento no qual você deseja empreender. Trata-se de algo inovador ou algo já saturado no mercado? Se for algo que já vemos muito por aí, o que faz da sua empresa ser diferente?

Por exemplo, se você quer abrir uma rede de consultórios odontológicos, pense no diferencial dessa área!

Assim, uma opção é você fazer parte de uma rede que atenda por meio de incontáveis convênios odontológicos. Assim, você conseguirá se diferenciar da concorrência e atrair uma grande parte do seu público.

Outra sugestão é você atuar em uma rede de consultórios que, além de fazer atendimentos, também monta o seu próprio convênio dental e faz parcerias com diversos tipos de empresas.

No mais, refletir sobre o seu segmento também pode te levar a ter outras ideias inovadoras. Você pode criar uma startup de produtos incríveis para um público específico. Pode também abrir uma empresa de prestação de serviços na área de tecnologia, por exemplo, em uma região que possua pouca oferta, mas muito potencial de crescimento.

Além disso, pensar sobre o que sua empresa pode oferecer é algo que pode também estar relacionado à sua área de formação. Algumas pessoas acabam unindo o útil ao agradável, como um dentista abrir uma rede de convênio dentário ou um cozinheiro abrir uma confeitaria gourmet.

Mas, obviamente, isso não é regra! Existem também casos de profissionais de odontologia que abriram uma empresa de telecomunicações, por exemplo. E por aí vai… Entenda o mercado que quer inserir o seu negócio e qual vai ser o conceito principal que norteará sua empresa.

2. Faça um planejamento estratégico

Depois de pensar sobre o nicho de atuação da sua empresa, você precisa montar um plano de negócios. É ele quem vai te guiar sobre todo o planejamento estratégico que sua empresa precisará ter.

No planejamento estratégico do seu negócio, você deverá definir algumas questões importantes para a empresa, como:

  • o investimento inicial;
  • os custos com materiais (e matéria-prima, caso você for elaborar um produto);
  • o pró-labore (tanto seu quanto dos demais funcionários que você, eventualmente, possa ter);
  • a missão, a visão e os valores da sua empresa;
  • o capital social;
  • o enquadramento tributário;
  • a gestão de crises;
  • a estimativa de faturamento;
  • entre outros.

É importantíssimo que você consiga montar esse plano de negócios, ok? Afinal, só assim você conseguirá ter a dimensão correta dos recursos que o seu empreendimento precisa ter para conseguir crescer.

Além do mais, é montando as estratégias correras que você perceberá os custos, bem como quanto a sua empresa poderá lucrar.

3. Defina os meios de divulgação e comunicação

Depois de definir as estratégias mais burocráticas do seu plano de negócios, você precisa ter em mente quais serão as formas de divulgação da sua empresa. Não adianta nada você abrir sua rede de consultórios odontológicos, por exemplo, sem que ninguém conheça como, de fato, ela seja e o que poderá oferecer.

Por isso, você precisa pensar nos meios de divulgação. Uma das formas essenciais, atualmente, é a presença online. Mas, antes, faça uma pesquisa sobre o seu público, para saber em quais plataformas digitais ele está mais presente.

Depois disso, monte suas estratégias de marketing digital que atendam às necessidades da sua empresa, para ganhar notoriedade, autoridade no seu segmento e conversão de leads.

Além de pensar em táticas de divulgação, você também precisa pensar na comunicação interna da sua empresa. Se seu empreendimento tiver funcionários, tente definir por onde vocês vão se comunicar e como será feito esse diálogo.

4. Procure se especializar no setor

Caso você abra um negócio que não seja relacionado à sua área de atuação, é muito importante que você se dedique a estudar sobre o setor que está empreendendo.

Se você é um administrador que deseja abrir uma rede de consultórios odontológicos, por exemplo, é essencial que entenda dos conceitos básicos da área.

Ou, pelo menos, que você se dedique a entender como funcionam as parcerias de plano odontológico com as empresas, a fim de que você consiga captar clientes para sua rede.

5. Busque consultorias

Quando você abre um negócio, existem muitos detalhes para serem pensados e resolvidos por uma só pessoa. Ou seja, você vai ter que aprender a delegar funções, ou mesmo, buscar consultorias para determinados setores da sua empresa.

Existem áreas muito distintas dentro de uma organização que precisam ser levadas em consideração. Você pode até conseguir entender de finanças, comunicação, departamento pessoal, entre outros, mas será que consegue se dedicar a todos, com atenção?

Por isso, é importante que você cogite a hipótese de ir atrás de consultorias nas áreas que você mais pode ter dificuldades na gestão de seu negócio.

Dessa forma, ficará muito mais difícil ocorrer algum erro, justamente porque você contratará especialistas para cuidar dessas áreas.

6. Arrisque-se

Por fim, não tenha medo de se arriscar! É importante que você descubra uma boa oportunidade para empreender e reflita, com calma, nas opções que tem para fazer o negócio dar certo, porém, não tenha medo de começar.

Arriscar-se faz parte do processo. Afinal, como você vai saber se sua empresa será de sucesso ou não se você não começar de algum lugar? Leve isso como uma filosofia de vida e conseguirá atingir novos patamares no mundo dos negócios.

Agora que você conferiu nossas dicas para abrir uma empresa, já pode começar a dar o pontapé inicial na sua nova empresa!

E você, já está desbravando novas oportunidades de negócio? Então, conte-nos como tem sido sua experiência nos comentários desse post. Até a próxima!



Toni Campos

Toni Campos

Co-Fundador da Cia Web Sites, trabalha com otimização de sites desde 2009. Apaixonado pelo que faz, dedicado e extremamente preocupado com a satisfação dos clientes. Louco por futebol (assiste até jogos da Série D), relaxa nos fins de semana tomando uma cervejinha, porque ninguém é de ferro.

Comentários