Google acadêmico: como usar essa interessante ferramenta do buscador mais famoso do mundo?

Se você nasceu antes da “era digital”, provavelmente se lembra que o acesso a informação confiável de qualidade era bem mais difícil. Antes de ferramentas como o Google Acadêmico, as pesquisas acadêmicas eram feitas a partir de livros, enciclopédias, jornais e outros materiais impressos.

Grande parte desses materiais era muito caro, com valores acima do que a maioria da população podia arcar. Além disso, era necessário passar horas e mais horas em bibliotecas procurando por livros que pudessem ser úteis para que pudessem concluir suas pesquisas. As informações não eram nem um pouco acessíveis.

Com a chegada da era digital e do nosso mecanismo de pesquisa favorito na década de 90, o Google, isso mudou radicalmente. As buscas ficaram na palma da mão e com poucos cliques é possível encontrar as informações que você precisa.

No entanto, mesmo com toda essa facilidade, para universitários, mestrandos, doutorandos e até mesmo curiosos, as buscas ainda assim eram demoradas pela dificuldade de encontrar materiais que atendessem a uma necessidade mais teórica.

Artigos científicos, teses, dissertações e outras publicações acadêmicas precisam contar com fontes certificadas, e muitas vezes ainda era difícil encontrar esses materiais na busca comum do Google. A partir dessa demanda surgiu o Google Acadêmico.

Nesse post vamos explicar exatamente o que é essa ferramenta, como ela pode ser útil e como você pode tirar o melhor proveito dela em seus trabalhos.

O que é Google acadêmico

Caso ainda não conheça, o Google Acadêmico (Google Scholar) é mais uma das diversas ferramentas que a Google oferece (Leia também o nosso artigo: Google Meu Negócio: vale a pena cadastrar sua empresa?).

Lançado em 2004 como parte dos serviços de busca, em 2006 passou por algumas melhorias e começou a realizar pesquisas em português.

Teve um feedback maravilhoso, se tornando um dos principais mecanismos de busca acadêmica, ordenando os resultados da busca pela sua relevância e número de citações.

Ele é uma das ferramentas mais utilizadas por pessoas em busca de material para pesquisas acadêmicas. Mas pode ser útil para outros públicos. Se você trabalha com construção de sites, por exemplo, na hora de escrever o conteúdo, é bem mais interessante contar com informações que você pode encontrar no Google acadêmico.

Quais as vantagens do Google acadêmico?

Além da ordenação por relevância, o Google acadêmico tem várias outras vantagens. Podemos citar algumas delas:

  • Busca avançada – Apesar de ser bem semelhante a busca que já estamos acostumados, o Google Acadêmico permite que você filtre ainda mais a procura, oferecendo resultados muito mais assertivos.

Utilizando a “Busca Avançada” você pode fazer sua pesquisa da forma como desejar, filtrando os resultados por uma determinada data, período ou por autor;  

  • Alertas – Com essa funcionalidade você pode selecionar palavras-chave ou temas, e quando novos artigos contendo essas palavras em seu texto forem publicados, você é notificado;
  • Minha biblioteca – Essa funcionalidade permite com que você “guarde” os trabalhos que já encontrou em suas pesquisas caso queira consultá-los depois;
  • Minha citações – Com essa funcionalidade você pode criar um perfil público. Fazendo isso suas publicações podem ser exibidas nos resultados de pesquisa do Google Acadêmico. Isso permite acompanhar de forma simples quem cita suas publicações e ver se elas estão conseguindo obter alguma relevância;
  • Minha atualizações – Essa funcionalidade recomenda artigos para você a partir de seu histórico de buscas anteriores;
  • Métricas – Permite que você faça consultas dos períodos mais relevantes de cada área, ordenando pelo número de citações feitas.

Quais as desvantagens do Google acadêmico?

Como nem tudo são flores, o Google Acadêmico também possui algumas desvantagens (infelizmente). Vamos ver algumas delas:

  • Falta de resultados para determinadas áreas – Infelizmente a ferramenta não conta com muitos resultados para todas as áreas de pesquisa. Por exemplo, o conteúdo da busca “humanidades” é bem ultrapassado;
  • Forma de hierarquização dos resultados: Assim como no buscador comum, para aparecer nos primeiros resultados da busca as publicações precisam ser as mais citadas daquele tema.

Além do rankeamento ser feito por SEO, caso as técnicas de otimização de sites não forem utilizadas como devido, as publicações terão mais dificuldade de aparecerem nas primeiras páginas

  • Resultados de buscas: Um outro problema da ferramenta é que às vezes aparecem resultados com fontes duvidosas ou resultados desatualizados.
  • Sem garantia de sucesso: Apesar de ser uma ferramenta sensacional, ele apenas indica as fontes, o que não é garantia que você terá acesso a todos os resultados.

Alguns artigos e publicações cobram para que você tenha acesso a eles. Ou seja, nem sempre você atingirá o objetivo da sua busca.

Como usar o Google acadêmico?

Mesmo podendo contar com algumas melhorias, acreditamos que  vale muito a pena utilizar o Google Acadêmico.

Mas você deve estar se perguntando: como usar essa maravilhosa ferramenta? Bom, vamos te ensinar!

Para isso basta acessar o link https://scholar.google.com.br/. O campo de busca é bem parecido com o que já estamos acostumados a utilizar na pesquisa comum, nele basta digitar o que deseja buscar, usando palavras-chave, por exemplo.

Assim como já foi dito mais acima, você pode filtrar os resultados pelo período de tempo da publicação e/ou artigo, pela relevância e/ou data e se você quer que a pesquisa seja feita em todo o Google Acadêmico ou apenas nas páginas em língua portuguesa.

Além disso é possível utilizar todas as vantagens que já foram citadas (Busca avançada, Minha biblioteca, Minhas citações, Alertas, Métricas). Basta acessar o menu no canto superior esquerdo e clicar nelas.

CURIOSIDADE: Logo abaixo da área de pesquisa está a frase “Sobre os ombros de gigantes” (em latim: Nanos gigantum humeris insidentes), uma metáfora usada para expressar o significado de “descobrir a verdade a partir de descobertas anteriores”

Extensão Google acadêmico no navegador?

É possível adicionar a extensão do Google Acadêmico em seu navegador, seja ele Google Chrome ou Mozilla Firefox, o que facilita muito o acesso a essa divina plataforma.

Agora você está pronto para utilizar todos os recursos que o Google Acadêmico tem de maneira efetiva!

Só não se esqueça de ficar atento ao que você utiliza como fonte. Assim como qualquer outra ferramenta, podem haver fontes falsas ou desatualizadas. Então SEMPRE confira as informações disponibilizadas.

Esse foi o nosso post sobre o Google Acadêmico. Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o assunto ou alguma sugestão, é só deixar um comentário abaixo.

Além dessas dicas, podemos ajudar você e sua empresa a conseguirem os melhores resultados de posicionamento no Google. Somos uma agência de marketing digital especializada em otimização de sites. Entre em contato e saiba mais!

Comentários

-->