Como desenvolver um e-commerce de qualidade

O e-commerce é uma realidade muito presente na rotina de grande parte das pessoas. Isso porque, as lojas virtuais podem oferecer benefícios muito interessantes para os seus compradores, tais como descontos ou fretes rápidos.

Por isso, toda a empresa que deseja aumentar os seus lucros e tornar-se mais conhecida no seu segmento de atuação deve desenvolver um e-commerce, de modo a atingir melhores resultados.

Além disso, o e-commerce pode atuar de maneira bastante abrangente, atendendo ao público mesmo quando ele está em regiões mais distantes. Algumas lojas virtuais, inclusive, já possuem capacidade de atender a demanda de um pedido que venha do exterior.

Nesse cenário, é possível perceber que o crescimento de um negócio pode ser impulsionado utilizando a internet como um elemento essencial.

Afinal, ela permite uma série de facilidades. Em uma situação inesperada, como a pane de um carro, um motorista pode encontrar a oficina mecânica mais próxima, com poucos cliques, por meio do seu smartphone.

Além disso, uma pessoa ainda pode consultar seu saldo bancário, obter a previsão do tempo da semana e muitas outras facilidades por meio da internet.

Sendo assim, uma loja virtual possui grande valor dentro do cenário econômico de uma empresa, e deve ser desenvolvida de maneira rápida, para que possa influenciar positivamente nos resultados do negócio.

Abaixo, serão abordadas as principais vantagens e os benefícios mais concretos de se desenvolver um e-commerce para seu site ou plataforma.

Atendimento ininterrupto

Uma das maiores vantagens de uma loja virtual, certamente, é a de um atendimento contínuo, isto é, ele funciona 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana.

Mesmo que um estabelecimento precise encerrar o seu expediente, o e-commerce permanecerá coletando os pedidos e encomendas, gerando lucro e aumentando os resultados.

Sendo assim, se um cliente deseja realizar a compra de um tacógrafo eletrônico, mas ele não consegue comparecer ao estabelecimento no seu horário de funcionamento, ele pode facilmente adquirir o produto pelo site, recebendo-o em sua residência.

Desse modo, nem a loja perde uma venda e nem o cliente fica sem adquirir o item de que ele necessita.

Área de abrangência ilimitada

Firmando uma parceria com uma transportadora, uma empresa pode ampliar a sua região de atuação, atendendo a um maior número de pedidos e demandas.

O e-commerce é o grande responsável por esse cenário: a possibilidade de realizar envios sem restrições faz com que a área de atendimento possa ser ampliada.

Esse formato pode ser muito interessante para um consumidor que quer adquirir um item que não está disponível na sua região, seja por falta de fabricantes ou por esgotamento de estoque nas lojas do local.

Assim, se um cliente precisa comprar um oleo de cambio automático específico para o seu modelo de carro, e não está encontrando o produto em uma loja próxima da sua residência, ele recorrerá ao e-commerce, conseguindo assim suprir a sua demanda.

Custos de manutenção menores

Os custos para manter um e-commerce no ar são bem menores quando comparado aos de uma loja física.

Então, se um proprietário deseja expandir o seu negócio, ele pode optar pela loja online, que permite atender mais pessoas e sem limites regionais.

Além disso, um e-commerce não exige uma estrutura física independente para sua instalação, podendo ainda ser administrado paralelamente ao do estabelecimento comercial.

Muitas vezes, o número de funcionários necessários para manter o negócio funcionando perfeitamente também será bem menor ao de uma loja física, o que pode baratear diversos custos operacionais.

Menores preços e promoções

Outra vantagem do e-commerce, levando em consideração que seus custos de manutenção são menores que o de uma loja física, é o de poder vender o mesmo item que uma loja física por menores preços.

Isso porque, o valor de um produto vendido em um estabelecimento inclui os custos para que o local possa se manter aberto. No e-commerce, isso pode ser abatido, gerando preços mais interessantes para um cliente.

Se um cliente deseja realizar a compra de um reboque para moto, que muitas vezes se trata de um item de alto custo, ele pode optar por buscar o produto em uma loja online, que oferecerá vantagens financeiras na comparação de uma compra em um estabelecimento físico.

Além disso, o e-commerce permite realizar promoções periódicas, que podem ser informadas ao cliente por meio de e-mails marketing ou anúncios em redes sociais.

Nesses casos, o alcance do público será maior, principalmente quando comparado a uma loja física que certamente impactará um menor número de pessoas dada a sua limitação.

Administração facilitada

Um e-commerce permite uma administração mais simples, já que um site conta com diversas ferramentas que auxiliam no controle de estoque, vendas e pedidos.

Apesar de muitas lojas físicas hoje já contarem com sistemas de gestão, eles podem também ser integrados com o formato online, de modo que quando o estoque da loja é o mesmo que o do e-commerce, eles interagem de maneira interessante, permitindo um controle centralizado.

Se, por exemplo, um cliente quiser adquirir um som automotivo retrátil que está à venda na loja física e na online, e a empresa só possua uma unidade disponível, após a confirmação do pedido o item será retirado do estoque de ambos, o que não criará confusão e não resultará em uma venda duplicada em que um dos compradores saia prejudicado.

Essa pode ser uma dificuldade no caso de um estabelecimento que possua filiais, já que as estruturas físicas não permitem essa facilidade.

Métricas e análise de vendas

Grande parte das ferramentas utilizadas na administração de um e-commerce permitem que ele informe dados essenciais para analisar o comportamento de um consumidor no momento da compra.

Isso pode ser muito interessante para desenvolver um e-commerce mais completo, contribuindo para obter dados sobre:

  • Produtos mais interessantes para o público;
  • Implementação de diferentes meios de pagamento;
  • Layout de navegação mais facilitado;
  • Tamanho do estoque de um determinado item;
  • Produtos relacionados com potencial de vendas;
  • E muitas outras métricas.

Ao desenvolver um e-commerce voltado para o segmento auto eletrico automotivo, é interessante entender a demanda do público, disponibilizando os itens de maior consumo e outros complementares, para que o volume de compra daquele consumidor seja maior e atenda à sua necessidade.

Além disso, oferecer várias alternativas para pagamento é essencial dentro de um e-commerce, principalmente porque um determinado cliente pode não dispor de um cartão de crédito de uma determinada bandeira ou mesmo estar sem limite para compras e optar por pagar em boleto, por exemplo.

Outro ponto interessante se refere ao layout da página, que deve ser facilitado para que o cliente consiga realizar a escolha do produto, adicioná-lo ao carrinho e finalizar a compra de maneira descomplicada.

As métricas também podem ajudar a entender a demanda de um produto e o quanto ele é requisitado pelo público. Isso ajuda no planejamento do estoque, indicando qual o item que deve ter maior disponibilidade e qual deve ter menos unidades.

Produtos relacionados também ajudam a entender melhor sobre o consumo do público. Um cliente que precisa adquirir um aparelho de injeção eletrônica, por exemplo, certamente buscará por produtos relacionados, como os cabos e os bicos utilizados no equipamento.

Esse pode ser um investimento interessante para o negócio, de modo que a empresa adquira esses acessórios e inclua no seu catálogo de vendas online.

Por isso, todas essas métricas são responsáveis por tornar o negócio mais eficiente, ajudando no desenvolvimento de um e-commerce de qualidade.

E-commerce: um negócio sem limites

Depois de mencionar algumas das principais vantagens e dos benefícios oferecidos nesse modelo de negócio, é possível dizer que o e-commerce não possui limites de crescimento.

Nesse sentido, um dos principais benefícios é o de que uma loja virtual possibilita a concorrência equiparada entre várias empresas, sendo elas de pequeno ou grande porte, dentro de vários segmentos como o de funilaria express, lojas de departamento ou farmácias, por exemplo.

Além disso, o investimento em um e-commerce pode torná-lo rapidamente uma referência dentro do seu setor, influenciando diretamente no fortalecimento e valorização de uma marca.

Esse cenário é cada vez mais perceptível, levando em conta que o número de pessoas que optam por realizar compras virtualmente cresce a cada dia.

Isso porque em uma análise de custo-benefício, por exemplo, um cliente que precisa gastar combustível e estacionamento para comprar um determinado produto certamente verá mais vantagens em pagar um frete e receber o seu pedido na comodidade da sua residência.

Sendo assim, o e-commerce se mostra uma necessidade para muitas das empresas que desejam aumentar o seu número de clientes e a sua área de atuação, obtendo maiores lucros para o seu estabelecimento e conquistando cada vez mais clientes.



Lucas Ferraz

Lucas Ferraz

Analista de sistemas, conheci a otimização de sites (SEO) em meados de 2007 e venho me aperfeiçoando desde então. Nas horas vagas me dedico a projetos pessoais de desenvolvimento e marketing. São poucas as coisas que gosto e quase todas envolvem tecnologia.

Comentários