3 Tendências de SEO para colocar em prática em 2021

3 Tendências de SEO para colocar em prática em 2021

Um dos aspectos mais interessantes do SEO é que ele sempre está em uma constante evolução. À medida que o Google promove mudanças em seus algoritmos, os profissionais da área precisam reavaliar suas estratégias para manter a boa posição dos sites ou alcançar melhores resultados na busca orgânica.

Durante o Key Trends 2021, Victor Baptista, co-fundador da Search Lab, agência especializada em projetos de SEO, falou um pouco sobre como o Search Engine Optimization pode atuar no próximo ano: “O SEO será totalmente baseado na experiência do usuário. Não adianta mais pensar nas táticas antigas, como encher o conteúdo de palavras-chave para ranquear melhor. Se você entregar um conteúdo de valor, que ajude o usuário, sua página irá performar naturalmente.”.

Para ajudar em sua estratégia de otimização de sites, iremos listar 5 importantes tendências para que você se antecipe e faça as mudanças necessárias para alcançar melhores posições e resultados em 2021.   

1 – Google Page Experience

O Google lançará em maio um novo update chamado Page Experience, para afirmar seu compromisso de entregar a melhor experiência possível ao usuário. O que reflete positivamente em uma estratégia de SEO.
A atualização, de acordo com o site oficial, procura dar prioridade a sites com as melhores informações para a pesquisa realizada no buscador.

Na prática: o que o Google passa a entender como melhor experiência para o usuário em 2021?

De acordo com os especialistas da Search Lab, os principais itens a serem levados em conta para UX são:

  • Páginas que carregam rapidamente, de preferência até 2,5 segundos
  • Dar atenção não só ao design, mas a experiência do usuário como um todo, principalmente para quem navega por celulares e tablets 
  • Ter protocolo HTTPS, para indicar que sua página é segura (o S da sigla representa o SSL)
  • Não usar anúncios intrusivos que atrapalhem a acessibilidade de navegação
  • Estabilidade dos elementos de página
  • Interatividade durante o carregamento  

O que são as Core Web Vitals?

Core Web Vitals, ou métricas principais da web, são métricas focadas no usuário, que quantificam aspectos chave da sua interação e experiência com um site, como o tempo de carregamento ou elementos da página que mudam de lugar (como um botão que você quer clicar e ele muda de posição enquanto a página está carregando, por exemplo).

Com isso, combinando aspectos dos itens a serem levados em conta para uma boa experiência de usuário e as principais métricas da Web, o Google pretende entregar uma usabilidade mais abrangente ao internauta.

Principais métricas do Google a serem analisadas

  • Largest Contentful Paint (LCP): mede a velocidade a partir do início do carregamento da página, que precisa ser de até 2,5 segundos. 
  • First Input Delay (FID): essa é a métrica de interatividade, que precisa ser inferior a 100 milésimos de segundo (milissegundo).
  • Cumulative Layout Shift (CLS): métrica que se refere às imagens, botões e outros elementos que mudam de lugar durante o carregamento de página. O ideal é atingir menos de 0,1 para uma melhor experiência aos seus usuários, inclusive na versão mobile (aquela para smartphones e tablets). 
imagem adaptada do site da Google

No futuro, o buscador pretende mais métricas para alinhar melhor as expectativas dos usuários com os aspectos de UX que podem ser mensurados.

Sites com segurança garantida

Outro aspecto que o Google tende a dar mais importância no próximo ano é só priorizar sites seguros na página de resultados de pesquisa. Isso não é exatamente uma novidade, mas vale a pena ser lembrado.

Garantir a segurança do seu site mostra ao buscador (e ao usuário) que você está ciente  de que a web é repleta de ameaças, e toma as providências necessárias para que as pessoas que acessam sua plataforma estejam em um espaço protegido. Inclusive para fazer transações online.

Portanto, ter um site com protocolo HTTPS (que tem certificado SSL) deve fazer parte da sua estratégia para 2021. Para descobrir se o seu website tem problemas como malwares, por exemplo, a dica é conferir o relatório de problemas de segurança.

2 – Intenção de busca do usuário

A intenção de busca (ou user intent), de maneira geral, é o conteúdo que o usuário quer encontrar quando realiza uma pesquisa. O Google criou o algoritmo BERT para otimizar a compreensão dos termos pesquisados pelo usuário e, assim, entregar exatamente o que ele espera na SERP.

Mas o que isso quer dizer? Significa que o Google interpreta a busca do usuário e sua intenção específica, mesmo usando gírias, para entregar o que ele deseja.

Para Victor Baptista, isso é ideal para criar um conteúdo mais de acordo com o que o usuário busca: “é preciso entender o que está por trás da intenção de busca do usuário, estudando-o a fundo para lhe entregar o melhor conteúdo possível. Seja texto ou vídeo.”

aprenda-com-especialista

O que são os micro-momentos no Google?

O Google entendeu que os hábitos dos consumidores mudaram, e isso refletiu em como ele usa o buscador para solucionar suas dúvidas. Questões para momentos do nosso cotidiano, como “como consertar o motor do carro” ou “comprar teclado de computador”, por exemplo. O buscador passou a qualificar essas pesquisas como “micro-momentos”.

Hoje o Google separa 4 desses micro-momentos como os principais:

imagem adaptada do site “Think with Google

Com isso, torna-se ainda mais importante criar conteúdos com uma linguagem natural, que atendam diretamente à intenção de busca da pessoa. 

3 – Conteúdo de valor para pessoas

Já foi o tempo em que o conteúdo publicado deveria ser focado somente nos algoritmos do Google para ter um bom posicionamento na SERP. 

Cada vez mais o Google vem priorizando textos produzidos por pessoas para pessoas. E com o algoritmo BERT (Bidirectional Encoder Representations from Transformers), de 2019, o buscador elevou a outro nível a compreensão de linguagem natural. Tanto que hoje o mecanismo de busca consegue interpretar até gírias e regionalismos. Permitindo ainda a produção de conteúdo natural, autêntico, original e de qualidade com foco na intenção de navegação do usuário.  

Por isso, o texto precisa ser escrito pensando em como ele pode ajudar o usuário . E o que é ótimo para as pessoas, é melhor ainda para o Google.

Além disso, o principal buscador da internet também avalia o tempo de permanência e a taxa de rejeição dos usuários às páginas. Quanto mais útil e de qualidade seu conteúdo for, mais relevante para o usuário. E vendo valor no seu texto, consequentemente mais tempo ele ficará na sua página. Por isso, crie textos que foquem em resolver (ou ajudar a solucionar)  suas dores e necessidades.

Entregue um conteúdo rico e otimizado ao usuário

Conteúdos otimizados e bem estruturados devem fazer parte da sua estratégia para ranquear bem nos buscadores. Por isso, uma boa dica é utilizar um checklist de conteúdo  criado por especialistas em SEO para ajudar no planejamento e produção de textos mais assertivos e direcionados ao usuário. 

Vale lembrar que quando o assunto é otimização de site para buscadores, a qualidade do conteúdo é mais importante do que o tamanho do texto. 

Portanto, responder a dúvida da sua persona permitindo que as informações sejam encontradas facilmente na página é prioridade. Com isso você também colabora para melhorar a experiência do usuário. O que é uma tendência cada vez mais forte a partir de 2021.  

Conteúdos assinados por especialistas e com fontes de credibilidade

O Google entendeu que as pessoas recorrem a ele buscando informações para tomar decisões importantes no seu dia a dia. 

Por isso, o buscador online atualizou seu Quality Rater Guideline, que é um conjunto de  diretrizes que reúne o que o mecanismo de pesquisa entende como conteúdos de qualidade. 

Expertise, Authoritativeness e Trustworthiness (E-A-T), que significa em português,  Expertise, Autoridade e Confiabilidade, são importantes fatores de ranqueamento.

Dessa forma, para que o Google entenda que o conteúdo publicado no seu site é bom para o usuário, ele precisa:

  • ser criado por alguém que entenda do assunto (E);
  • demonstrar autoridade e domínio do tema (A);
  • trazer informações confiáveis (T).

Como produzir um conteúdo E-A-T

  1. Crie personas, porque facilita produzir conteúdos mais assertivos e que geram melhores resultados. Para isso, é necessário realizar pesquisas para entender de maneira mais profunda o cliente ideal que o seu negócio pretende atingir.  Ex: se o conteúdo precisa ser robusto e com muitos dados ou se tende a gerar mais conversões quando é menor, etc.
  2. Realize pesquisas de intenção de compra, para entender a jornada do seu consumidor;
  3. Respalde suas informações com estatísticas e fatos de sites confiáveis.

O SEO está em constante mudança. Acompanhá-las e estar pronto para quando elas chegarem é o que pode colocar seu site nas primeiras posições em relação à sua concorrência, para entrar 2021 com o pé-direito.

Toni Campos
Toni Campos

Co-Fundador da Cia Web Sites, trabalha com otimização de sites desde 2009. Apaixonado pelo que faz, dedicado e extremamente preocupado com a satisfação dos clientes. Louco por futebol (assiste até jogos da Série D), relaxa nos fins de semana tomando uma cervejinha, porque ninguém é de ferro.

Comentários