Criptomoedas: você já ouviu falar?

Criptomoedas: você já ouviu falar?

Postado em: 29 de junho de 2018
Compartilhe

Hoje, o post aborda um tema diferente: o investimento em criptomoedas ou Bitcoins. Vamos contar uma experiência pessoal relacionada às criptomoedas da internet. Se você ainda não sabe o que significa Criptomoedas ou Blockchain, fique tranquilo.

Além de explicar tudo, tim-tim-por-tim-tim, vamos relacionar essa tecnologia ao Marketing Digital. Está preparado para aprender sobre investimento em criptomoeda? Então acompanhe esse post implacável, e  não perca a resenha ao final!

Esclarecendo: o que são Criptomoedas?

São moedas virtuais criptografadas 💰 que compõem investimentos e transações online de maneira autônoma, ou seja, sem o intermédio de Instituições Financeiras ou do Governo.

E Blockchain?

Blockchain é como se fosse o Banco Central: quem promove as transações. É o nome da tecnologia que possibilita as operações em criptomoedas. Ou seja, é o sistema que garante a segurança das transações em Bitcoins (a primeira criptomoeda).

Como a criptomoeda pode auxiliar o marketing digital?

Combater a desconfiança

Quem nunca se frustrou ao compartilhar uma notícia no whatsapp e, em seguida, descobrir que era falsa? De fato, os usuários estão cada vez mais frustrados com os boatos virtuais. Mas com a tecnologia que viabiliza criptomoedas, a blockchain, os usuários promovem interações confiáveis que podem validar as informações. Essa pode ser a alternativa ideal para monetizar também a credibilidade das notícias.

Aumentar a segurança das transações publicitárias

Os anunciantes pagam por impressões e cliques em seus anúncios correndo o risco de falsificação em se tratando do sistema de divulgação. Já nas etapas da blockchain, as redes de anúncios podem compartilhar dados mais precisos, e garantir maior confiança de que os cliques e as impressões derivam, realmente, de consumidores legítimos.

Ampliar a veiculação dos anúncios

Se você já fez um anúncio, sabe que é preciso estabelecer a demografia da campanha, ou seja, selecionar as regiões dos usuários que serão impactados com seu anúncio. Mas será que as redes sociais exibem para todas as pessoas escolhidas? Com o blockchain, existem maneiras de rastrear o agenciamento dos anúncios, posicionamento nos sites e validar a região de quem visualiza.

Impulsionamento de conteúdo

Quem faz marketing precisa saber de cór a receita de um conteúdo de sucesso. Mas também está careca de saber que é preciso chegar na frente para seu conteúdo ser promovido rápido. Assim, já existem empresas que aumentam seu engajamento sem precisar contar com a sorte.

Com a tecnologia blockchain, as plataformas pretendem criar um sistema de recompensas para monetizar os influenciadores digitais que compartilham um post nas redes sociais. Será preciso apenas curtir e compartilhar; em seguida, receber uma mini-bonificação por isso.

Criptomoedas: um relato pessoal

“Vou relatar uma história 📜 de terror que aconteceu comigo 😱. Muitos vão se identificar, pois todos que passaram por este trauma, jamais esquecerão! Hoje conto a história do meu breve momento como investidor em criptomoedas.

Antes de adentrarmos nas profundezas desse mar de dor e sofrimento, vamos a uma breve história da primeira criptomoeda.

Em agosto de 2008 o domínio bitcoin.org foi registrado e, naquele mesmo ano, em uma lista de discussão sobre criptografia, foi divulgado um artigo intitulado Bitcoin: a Peer-to-Peer Electronic Cash System, por um programador de pseudônimo Satoshi Nakamoto. O texto enumera formas de usar a rede peer-to-peer para gerar “um sistema para transações eletrônicas sem depender da confiança”.

Em janeiro de 2009 nascia, oficialmente, o bitcoin, com um primeiro bloco de  50 bitcoins, e a seguinte mensagem: “The Times 03/Jan/2009 Chancellor on brink of second bailout for banks.”

A mensagem refere-se a manchete de um conteúdo publicado pelo The Times publicada em 3 de janeiro de 2009, relatando que um ministro do Reino Unido fora obrigado a considerar novas medidas para preservar as instituições financeiras do colapso econômico.

A partir daí, começaram a surgir uma infinidade de criptomoedas que inundaram o mercado digital! 💲

Influenciados pelas lendas que relatam tesouros inimagináveis, marujos de todo o mundo embarcaram numa viagem (sem retorno), rumo ao desconhecido mundo das criptomoedas. ⚓

Muitos, incluindo eu e alguns colegas de trabalho, já iniciamos nossa viagem bastante tensos, e sendo taxados logo no porto. Antes de embarcar, sugiro que você busque informações sobre as taxas de transferências entre exchanges, sob o risco de sentir emoções indesejadas antes mesmo de entrar no barco! 🚣

Após alguns transtornos, embarcamos em nosso humilde bote remendado com esparadrapo para dar início à nossa viagem em águas calmas, rumo ao tesouro prometido (só que não!).

Nos primeiros dias, a viagem parecia amistosa com águas calmas, brisa tranquila vinda do sul e aproximação da ilha do tesouro 🏝⛏.

Neste momento, era só alegria: o valor do bitcoin estava subindo, (batendo quase R$ 70 k)😱!

Mas, de repente o mar sereno se agitou, ondas gigantescas atingiram os botes, inclusive o meu. ☠Uma tempestade havia chegado e bagunçado tudo! Vi muitos barcos afundando e eu, no meio da tempestade sem saber o que fazer, vendo a água entrando no meu pequeno bote.

Por sorte, a tormenta me empurrou para a praia, e a ilha dos tesouros sumiu da minha vista. 💸 Mas felizmente eu sobrevivi para contar a história, apesar de “morrer na praia”!

Aprendi que nunca se deve velejar no oceano virtual sem um breve estudo. Devido à minha imprudência em lucrar, acabei ficando no prejuízo. Ainda bem que não coloquei todas as minhas economias em risco!

Aconselho a todos que, antes de investir, busquem orientação de usuários experientes, pesquisem bastante e se for para investir na viagem: vá ciente do risco de naufrágio! Apesar de eu ter sido lançado como um “homem ao mar”, literalmente, sei de alguns marujos que conseguem ganhar a vida investindo apenas em criptomoedas. 🛳

Não se trata de um mal negócio, mas é preciso sabedoria e persistência para virar um pirata de sucesso. 🗡

Você acaba de conferir a breve experiência de um velejador que investiu em criptomoedas sem antes saber, sequer, se o mar era doce ou salgado. Busquem conhecimento, meus amigos, CO-NHE-CI-MEN-TO”.

E você, é um investidor em criptomoedas, ou acha que esse novo sistema financeiro vai revolucionar o Marketing Digital?

Deixe seu comentário contando como foi a sua experiência ao investir em criptomoedas!

Desenvolvedor web Front-end e Back-end, tem amor ao que faz. Passa tempo assistindo series, filmes, jogando e praticando airsoft. Fico muito feliz em compartilhar meu conhecimento com outras pessoas.

Compartilhe

Gostou do post? Comenta aí!