Linkagem Interna: O que é e Como Fazer

Aprenda o que é Linkagem Interna e Como Aplicá-la em seu Site

Se você trabalha com internet ou desenvolvimento de sites, provavelmente já ouviu falar da linkagem interna. Mas, você sabe exatamente o que ela é, para que serve e como utilizá-la? Então para começar, vamos explicar o que é a linkagem interna

O que é Linkagem Interna?

Linkagem interna é um recurso utilizado pelos profissionais de SEO, tanto para ajudar a impulsionar o rankeamento de determinadas páginas de um site, como para indicar ao usuário onde ele pode clicar para encontrar conteúdos que sejam de seu interesse ou relacionados ao assunto da página em que ele está navegando atualmente. A linkagem interna consiste, basicamente, em se criar links entre as páginas do seu próprio site, que podem ser aplicados no decorrer do próprio conteúdo, em imagens ou em locais específicos para a inserção de links, como no rodapé ou no menu lateral do site, por exemplo.

Bom, agora que você já sabe o que é linkagem interna, fica mais fácil entender como ela pode te ajudar. Confira esta informação no tópico a seguir.

Benefícios da Linkagem Interna

Veja alguns dos benefícios que a linkagem interna pode trazer às suas páginas e ao seu site como um todo:

  • Melhoria no rankeamento das páginas nos mecanismos de busca.
  • Aumento da visibilidade das páginas nos mecanismos de busca.
  • Diminuição da taxa de rejeição da página.
  • Ganho de autoridade e relevância para o site.

Como fazer Linkagem Interna

O primeiro passo para um bom trabalho de linkagem interna é avaliar o conteúdo existente na página a qual você deseja aplicar o recurso e verificar se existem outros textos relacionados a este assunto em seu site.

A partir disto, é pensar em como cruzar estes dois conteúdos, preferencialmente, de forma o mais natural possível, como no decorrer do seu texto, por exemplo.

Caso ainda não exista texto para a nova página, você deve produzir o conteúdo já pensando nas possibilidades de linkagem, focando, principalmente, nas necessidades de melhoria de rankeamento do seu site.

Acompanhe o raciocínio:

Se você quer melhorar o rankeamento de uma página do seu site que fale sobre técnicas de SEO para sites, você pode desenvolver um outro conteúdo também relacionado a SEO e criar nele um link para o primeiro artigo, por exemplo.

Você pode criar, tanto um link do texto anterior no conteúdo novo, como também o contrário. E a outro detalhe interessante: a linkagem interna pode ser aplicada no seu texto e também em imagens contidas em suas páginas.

Agora, é importante atentar-se a um detalhe: não saia criando links descontroladamente e sem um planejamento prévio. Uma linkagem interna feita de forma despreparada pode, não só ser ineficiente, como pode até prejudicar o seu site nos mecanismos de busca.

E, não se engane, pois o Google não é bobo e, uma hora ou outra, vai acabar percebendo e penalizando o seu abuso!

Além disto, também não é recomendado que você “enfie goela abaixo” os links internos, pois irá parecer muito forçado aos olhos do internauta, o que, provavelmente, irá interferir no julgamento dele sobre o seu conteúdo ser bom ou não.

Bons exemplos de Linkagem Interna

Aqui, na Cia Web Sites, por exemplo, utilizamos frequentemente o recurso da linkagem interna, principalmente para proporcionar uma experiência mais rica e agradável aos usuários.

Ao clicar nos links, o nosso público é direcionado a outras páginas do site, dando a eles a possibilidade de ler outros artigos interessantes ou entender melhor sobre o trabalho de marketing digital que desenvolvemos, como a construção de sites, a criação de loja virtual, a criação de sites responsivos, entre outros.

Veja a seguir um exemplo de como utilizamos a linkagem interna:

Conclusão

Em resumo, hoje, aprendemos neste artigo da Cia Web Sites, que a linkagem interna é um recurso de otimização de sites que possibilita que o usuário possa percorrer conteúdos relacionados ao tema da página em que ele se encontra, através de links internos estrategicamente inseridos, principalmente no seu conteúdo.

Ao acessar estes links, o internauta terá a possibilidade de aprender mais sobre outros assuntos de seu interesse, bem como conhecer mais do site em que ele está navegando.

Esperamos poder tê-lo ajudado transmitindo um pouco dos nossos conhecimentos, para que você possa aplicar esta técnica em seu site e obter muito mais sucesso nos mecanismos de busca.

Mas, se ainda restaram dúvidas sobre a linkagem interna e outros recursos de SEO, não tem problema! Entre em contato com a gente, que iremos ter o maior prazer em te auxiliar!

Fale com a Cia Web Sites

A nossa equipe especializada em SEO está pronta para te atender:

+55 (31) 3564-2776 | contato@ciawebsites.com.br | Fale com a Cia Web Sites

Artigos Relacionados

Se você gostou do nosso conteúdo sobre linkagem interna, aproveite para ler também outros textos sobre assuntos relacionados:

Check List de SEO para a Otimização de Sites
A Importância de Fazer a Análise de SEO do seu Site
Como Gerar Tráfego Orgânico para o seu Site



Lu Barbiere

Lu Barbiere

Publicitária por formação e redatora por vocação/coração, atua profissionalmente com textos há 7 anos. Hoje, seu trabalho é voltado para marketing de conteúdo e SEO, e busca, continuamente, atualizar-se sobre este mercado. Ama música, estudos, esportes (principalmente os radicais!), pets (principalmente os cats!), cachoeiras e filosofias de vida alternativas. Como uma boa descendente "di italiano" que é, costuma abrir mão de quase tudo em troca de um bom prato de macarrão.

Comentários

Técnicas de SEO para sites – Como se destacar da concorrência nos resultados de buscas da internet

Destaque-se nos buscadores através das técnicas de SEO para sites

Em tempos de crescimento acelerado do marketing digital em nível mundial, as técnicas de SEO para sites têm sido utilizadas como importantes aliadas às estratégias de divulgação dos milhares de sites e blogs registrados a cada dia.

De acordo com reportagem do portal Globo.com, só no ano de 2016, foi identificado um crescimento superior a 30% nos negócios online, o que representa mais de 23 milhões de novos clientes. O crescimento de transações comerciais realizadas a partir de dispositivos móveis (celulares e tablets) também é um dado que chama a atenção.

No mês de junho, por exemplo, 23% das compras online foram feitas a partir de um smartphone ou similar. Estes são números que, certamente, farão com que qualquer empresa repense suas estratégias de marketing para se inserir ou se destacar nesta nova modalidade de negócio.

O que é SEO

A sigla SEO tornou-se conhecida dos webmasters a partir de 1997, um ano após o lançamento do Google, que é o site de buscas mais famoso do mundo. O termo SEO define técnicas utilizadas para otimizar sites perante os critérios de busca na internet.

No marketing convencional, a publicidade e a propaganda têm como objetivo divulgar as características do produto ou serviço, quase sempre através de recursos audiovisuais. E é exatamente o sucesso deste tipo de divulgação que faz com que o produto ou serviço anunciado se destaque em relação à concorrência.

Já no marketing digital, a dinâmica é totalmente diferente do convencional. Existem vários outros critérios que podem fazer com que seu site, blog, redes sociais ou e-mail marketing ganhem destaque. E é por esta razão que as técnicas de SEO para sites têm sido cada vez mais utilizadas.

Elas são capazes de trazer à luz alguns parâmetros específicos, além de indicadores e atributos. Estes, ao serem utilizados durante a criação do site, blog, etc. poderão dar mais visibilidade à presença da sua empresa na internet, em relação às demais.

Atributos Importantes das Técnicas de SEO para Sites

Conheça agora um pouco mais sobre alguns destes atributos importantes para o SEO:

Título

Conhecido como title tag, o título é considerado (de longe) o atributo de maior influência para as técnicas de SEO para sites, no que diz respeito ao posicionamento do site no ranking do Google. Isto se deve ao fato de que o algoritmo do buscador tem o propósito de destacar a relevância do tema digitado na caixa de busca com os conteúdos dos sites apresentados nos resultados. Assim, ele consegue oferecer ao usuário uma melhor experiência no processo de busca.

Para se otimizar a title tag, podem ser usados parâmetros importantes como:

  • Não ultrapassar o limite de 65 caracteres;
  • Estabelecer um padrão para os títulos;
  • Utilizar o nome da página em todas as title tags, porém, alterando-a de acordo com seu conteúdo;
  • Usar palavras-chaves que estejam dentro do contexto abordado e que façam sentido;
  • Repetir o título no conteúdo da página.

Link Building

Se o atributo anterior é considerado o mais importante, este é, sem dúvidas, o que exige mais cuidado e critério em sua elaboração. Em contrapartida, é o que traz mais resultados.

Elaborar um link eficiente é quase uma arte. Assim como o título, ele também é um responsável direto pelo posicionamento do site no ranking, destacando a relevância e a popularidade de um site. E, para que um link seja realmente eficiente, é necessário ter cuidado, não apenas com o link propriamente dito, mas também com fatores como a palavra-chave do texto âncora.

A qualidade e a quantidade são outras duas características necessárias para se obter um perfil funcional de link. Conheça mais sobre estes dois itens:

Qualidade dos Links

O nível de qualidade de um link pode ser medido através de vários fatores, sendo que o texto âncora é um dos principais. É ele quem define o assunto principal da página à qual o link se refere. Os melhores links são aqueles naturais, ou que soam de forma mais natural possível. Os mecanismos de busca possuem recursos para identificar os links que atingem métricas altas.

Quantidade de Links

Ter quantidade de links consiste em diversidade de tipos de domínio de links e de domínios que linkam para o site. O importante é combinar a quantidade de links com a diversidade de conteúdos, todos dentro de um mesmo contexto, ou seja, de conteúdos relacionados.

Search Console do Google

Anteriormente conhecido como Webmasters Tools, o Search Console, além de mudar de nome, recebeu vários outros recursos e opções de relatórios, como:

Search Appearance ou Aspecto de Pesquisa

Consiste em um grupo de relatórios que auxilia o usuário a obter marcações mais bem estruturadas a serem exibidas nos resultados das buscas. Além disto, oferece dicas sobre descrições e títulos mal escritos, indicando, com exatidão, a página onde o problema se encontra, para que o usuário possa realizar a correção.

Google Index ou Índice do Google

Dentre os relatórios que este recurso permite gerar, o mais pertinente oferece ao usuário a possibilidade de acompanhar, através de um gráfico, a quantidade de páginas do site que estiveram indexadas no Google no decorrer do tempo de registro.

Security Issues ou Problemas de Segurança

Este relatório tem o objetivo de manter o usuário informado sobre eventuais problemas com malwares ou similares. Além disto, o Google pode avisar o usuário sobre quaisquer tentativas de hacking.

Messages ou Mensagens

Através desta opção, o usuário pode receber várias mensagens. Elas podem ser notificações simples ou, ainda, mensagens de alertas sobre problemas encontrados pelo Google que podem comprometer a presença do site do usuário nos resultados de buscas.

Dashboard ou Painel

Apresenta relatório com informações relevantes do Search Console, além de gráficos que ajudam a analisar os principais erros de rastreamento, mensagens que ainda não foram lidas, sitemaps e Search Analytics, permitindo ao usuário identificar a eventual necessidade de tomada de ações corretivas para garantir a “boa saúde” de seu site.

Search Trafic

Fornece um relatório ao usuário com o número de vezes que o seu site foi exibido nas buscas, identificando o posicionamento médio, as palavras mais relevantes e os backlinks (link building) do site. Isto permite que sejam identificados quais são os “bons” e os “maus” links. Além disto, apresenta as eventuais penalizações que o site possa ter recebido, bem como algumas dicas para melhorar a visualização do site em dispositivos móveis.

Crawl ou Rastreamento

Oferece relatório com ações críticas e apontando os erros encontrados pelo Google durante a tentativa de acessar o site. Isto permite que o usuário possa corrigir tais erros. Ele poderá também fazer testes para verificar a forma como o Google recebe as informações do seu site, bem como enviar sitemaps, testar robots.txt e receber informações sobre o tempo de carregamento do site.

Utilizando estas técnicas de SEO para sites, você terá mais condições de seu site se destacar perante a concorrência.

Outros artigos da Cia Web Sites sobre assuntos relacionados:

Check List de SEO para a Otimização de Sites
Quatro estratégias eficazes de SEO para otimizar o seu blog de negócios
SEO: O que você precisa otimizar em seu site?



Toni Campos

Toni Campos

Co-Fundador da Cia Web Sites, trabalha com otimização de sites desde 2009. Apaixonado pelo que faz, dedicado e extremamente preocupado com a satisfação dos clientes. Louco por futebol (assiste até jogos da Série D), relaxa nos fins de semana tomando uma cervejinha, porque ninguém é de ferro.

Comentários

Check List de SEO para a Otimização de Sites

Se você tem um site ou blog, é imprescindível adotar algumas ações para que eles tenham qualidade e possam oferecer uma boa experiência ao leitor. A aplicação deste conjunto de técnicas, conhecido como SEO (Search Engine Optimization ou Otimização de Sites para os Mecanismos de Busca), além de se preocupar com o público, atua, principalmente, para ranquear bem o seu site ao atender às exigências dos mecanismos de busca, como o Google, o Yahoo e o Bing.

Estar bem posicionado nos buscadores, principalmente no Google, faz com que seu site tenha mais chances de ser visitado pelos usuários. Como consequência, você terá maior possibilidade de obter sucesso em seus objetivos, sejam eles institucionais, comerciais ou pessoais. Então, já é de se imaginar que os conteúdos das primeiras posições das buscas sejam os melhores para cada termo de busca digitado. Em resumo, os sites de buscas adotam caminhos para a indexação que sempre levam a uma melhor experiência do usuário e permitem que seus mecanismos de busca sejam cada vez mais eficientes.

Confira aqui dicas importantes para a otimização de sites. Deixe seu blog ou site exatamente como os buscadores e usuários almejam.

Definição do tema e da palavra-chave

Para escrever um texto, primeiramente, você deve escolher um tema. Dê preferência àqueles que sejam bastante relevantes para o seu público.

Após isto, defina a palavra-chave mais pertinente. Na prática, seria aquela palavra que as pessoas costumam pesquisar na internet quando querem encontrar conteúdos sobre o assunto do seu texto. Mas calma! Você não precisa adivinhar qual seria esta palavra. Existem sites que fazem tanto a análise quanto o planejamento de palavras-chave para você, como o Google Adwords, SEMRush, WordStream, etc.

A web é dinâmica e os usuários não perdem tempo. Utilizar a palavra-chave já no título do seu texto convence o leitor, de imediato, que aquilo que ele procura realmente está na sua página. Caso contrário, ele vai clicar no botão voltar do navegador e procurar por outro site.

Repita a palavra-chave no início do primeiro parágrafo (h1), e também, de forma mais natural possível no decorrer de todo o artigo. Mas não exagere, pois textos com excesso de palavras-chave são penalizados por serem considerados como trapaças. O motivo da penalização é que os leitores terão uma péssima experiência ao ler um texto forçado.

Escolha do título

O título (title tag) de todos os textos do seu site ou blog deve conter o nome da página e depois o conteúdo ao qual se refere, sendo que este muda de acordo com o novo tema e deve ser o mais claro possível. Um exemplo disto seria “Cia Websites – Cia News”.

Outra opção é a utilização da palavra-chave e um separador, sempre que houver um contexto bem definido, detalhando também o título do seu artigo, como “Cia Websites – Cia News | Check list de Otimização de Sites”.

O título não deve conter mais que 70 caracteres, que é o máximo a ser exibido nos resultados dos buscadores.

Conteúdo original e relevante

O conteúdo para blogs deve ser exclusivo, ou seja, não pode conter o mesmo texto que outro site da web. O Google penaliza conteúdos duplicados, por considerá-los como cópia.

Para que o texto seja considerado relevante, o Google exige que o texto seja relativamente grande. Faça a otimização de sites seguindo , por exemplo, o que o WordPress SEO (plugin de SEO do WordPress) recomenda: textos com, no mínimo, 300 palavras. Textos menores que isto, na maioria das vezes, não passam uma informação de qualidade. Por isto, o robô do Google não dá muita importância para eles.

Textos bem escritos

Outro fator importante é a redação propriamente dita, que deve estar dentro das normas do idioma utilizado.

Muitas vezes, até mesmo simples erros bobos de digitação passam despercebidos pelos nossos olhos. Sendo assim, é primordial prestar bastante atenção na grafia das palavras, bem como nas regras ortográficas e gramaticais do idioma. Isto tudo é porque o Google também penaliza sites com estes erros, por considerar que textos mal escritos não transmitem confiança. Caso você não domine as regras de escrita, não hesite em usar um corretor de ortografia e gramática.

Recursos visuais

É interessante fazer a otimização de sites utilizando recursos como imagens e vídeos. Os textos, somados a recursos visuais, são muito mais relevantes, tanto para os buscadores como para os usuários. Utilize imagens e vídeos de boa qualidade, sempre respeitando as leis de direitos autorais.

Pessoas com nível mais avançado de conhecimento em SEO podem utilizar otimizadores de imagens em sites, como a tag “alt”. Ela facilita a leitura de imagens Google e isto ajuda em seu rankeamento no Google Images. Esta tag também fornece uma descrição alternativa para a imagem, além de outras vantagens.

Links em páginas internas

Utilizar deep links na otimização de sites, ou seja, links para páginas mais profundas faz com que o usuário passe mais tempo conhecendo seus conteúdos. Consequentemente, ele irá ter mais confiança no que você fala, aumentando, assim, sua reputação e credibilidade.

Quando um site oferece muitos links “vazios”, como por exemplo para a página inicial, a impressão que temos é de que ele não possui muito a oferecer no quesito “conteúdo”. Pelo contrário, ao oferecer muitos deep links, são grandes as chances deste site estar recheado de assuntos relevantes e de qualidade.

Planejamento eficiente de deep links

Para uma otimização de sites bem feita, lembre-se que os links internos não devem ser utilizados sem um planejamento. É importante haver uma estratégia definida e, obviamente, eles devem estar diretamente relacionados com o conteúdo ao qual o leitor está visualizando.

Um exemplo seria: no texto que o usuário está lendo existe um termo sobre o qual você já postou anteriormente. Fazendo o link entre a palavra e este conteúdo, o leitor irá ser direcionado para outra página do seu site. Isto fará com que ele passe mais tempo no seu site e conheça mais sobre o que você oferece. É importante também lembrar de não usar link internos o tempo todo. Bom senso é o segredo dos deep links.

E para finalizar, lembramos que, além desta lista, ainda existe uma infinidade de outros recursos para otimização de sites. Mas, utilizando as dicas deste artigo, você já irá conseguir fazer com que seu site dê um salto de qualidade e relevância. Assim, você sairá na frente da concorrência nos resultados de buscas.

Conheça aqui alguns cases de sucesso em otimização de sites e inspire-se.

Dica de ouro: para um bom posicionamento, foque no seu leitor e não no posicionamento. No final das contas, o importante mesmo é que o seu leitor, ao encontrar seu site, perceba a qualidade do conteúdo oferecido, queira sempre voltar e considere você uma autoridade no que fala.



Toni Campos

Toni Campos

Co-Fundador da Cia Web Sites, trabalha com otimização de sites desde 2009. Apaixonado pelo que faz, dedicado e extremamente preocupado com a satisfação dos clientes. Louco por futebol (assiste até jogos da Série D), relaxa nos fins de semana tomando uma cervejinha, porque ninguém é de ferro.

Comentários

4 plugins essenciais de WordPress para o seu blog

Se você tem um blog para o seu pequeno negócio ou blogs é o seu negócio, o WordPress tem uma série de plugins que podem ajudar a manter e expandir o seu blog.

Os plugins são trechos de código que, uma vez ativados, incorporam-se automaticamente em seu blog. Eles podem ser instalados diretamente a partir de seu painel WordPress, clicando em “plugins” na barra lateral, em seguida, escolhendo “Adicionar novo”. De lá você pode procurar por categoria ou digitar o nome do plugin que você está procurando. Depois de instalar um plugin, você precisa clicar em “ativar” e, em alguns casos, seguir as instruções para configurar o aplicativo.

De moderar comentários para compartilhamento social para aumentar a sua visibilidade no motor de busca, aqui estão quatro plugins que cada proprietário deve ter instalado no blog de sua empresa:

  1. Akismet

 O plugin Akismet verifica automaticamente todos os comentários que entram em seu blog para ver se é spam. Essas mensagens são marcadas e se mudam para uma pasta separada, onde elas podem ser apagadas com um botão. O sistema é extremamente confiável e pode poupar muito tempo.

  1. All in One SEO

 O WordPress já é um motor de busca amigável, mas não pode dar ao seu blog um impulso extra. O All in One SEO Plugin ajusta suas configurações de blog, tornando mais fácil para os motores de busca indexar o seu conteúdo.

  1. Google Analytics para WordPress

 Este plugin livre traz o poder do Google Analytics para a direita do painel do seu blog. Toda vez que você atualizar o seu site, você verá um gráfico de tráfego, estatísticas, Top Post e Top Pesquisas de referências. São dados que você pode usar na hora de fazer o seu blog ainda mais popular.

  1. Compartilhamento social

 Torne mais fácil para os seus visitantes compartilharem suas histórias favoritas com plugins como o AddThis ou o ShareThis. O plugin insere automaticamente os ícones para o Facebook, Twitter e outras redes sociais no topo ou no final de cada post.

Nem todos os plugins são compatíveis com todas as versões do WordPress. Certifique-se de que a sua versão do WordPress é up-to-date antes de baixar um novo plugin, e tenha atenção a todos os avisos de compatibilidade.

Para você ter um site em WordPress otimizado, que possua um design interessante e de acordo com o seu nicho, conte com o serviço de criação de sites gerenciáveis da Cia Web Site. Assim, você pode gerenciar tudo – como instalar plugins – e deixar as suas páginas e blog cada vez mais atualizados, com facilidade e praticidade.



Toni Campos

Toni Campos

Co-Fundador da Cia Web Sites, trabalha com otimização de sites desde 2009. Apaixonado pelo que faz, dedicado e extremamente preocupado com a satisfação dos clientes. Louco por futebol (assiste até jogos da Série D), relaxa nos fins de semana tomando uma cervejinha, porque ninguém é de ferro.

Comentários