Check List de SEO para a Otimização de Sites

Check List de SEO para a Otimização de Sites

Postado em: 03 de abril de 2017
Compartilhe

Se você tem um site ou blog, é imprescindível adotar algumas ações para que eles tenham qualidade e possam oferecer uma boa experiência ao leitor. A aplicação deste conjunto de técnicas, conhecido como SEO (Search Engine Optimization ou Otimização de Sites para os Mecanismos de Busca), além de se preocupar com o público, atua, principalmente, para ranquear bem o seu site ao atender às exigências dos mecanismos de busca, como o Google, o Yahoo e o Bing.

Estar bem posicionado nos buscadores, principalmente no Google, faz com que seu site tenha mais chances de ser visitado pelos usuários. Como consequência, você terá maior possibilidade de obter sucesso em seus objetivos, sejam eles institucionais, comerciais ou pessoais. Então, já é de se imaginar que os conteúdos das primeiras posições das buscas sejam os melhores para cada termo de busca digitado. Em resumo, os sites de buscas adotam caminhos para a indexação que sempre levam a uma melhor experiência do usuário e permitem que seus mecanismos de busca sejam cada vez mais eficientes.

Confira aqui dicas importantes para a otimização de sites. Deixe seu blog ou site exatamente como os buscadores e usuários almejam.

Definição do tema e da palavra-chave

Para escrever um texto, primeiramente, você deve escolher um tema. Dê preferência àqueles que sejam bastante relevantes para o seu público.

Após isto, defina a palavra-chave mais pertinente. Na prática, seria aquela palavra que as pessoas costumam pesquisar na internet quando querem encontrar conteúdos sobre o assunto do seu texto. Mas calma! Você não precisa adivinhar qual seria esta palavra. Existem sites que fazem tanto a análise quanto o planejamento de palavras-chave para você, como o Google Adwords, SEMRush, WordStream, etc.

A web é dinâmica e os usuários não perdem tempo. Utilizar a palavra-chave já no título do seu texto convence o leitor, de imediato, que aquilo que ele procura realmente está na sua página. Caso contrário, ele vai clicar no botão voltar do navegador e procurar por outro site.

Repita a palavra-chave no início do primeiro parágrafo (h1), e também, de forma mais natural possível no decorrer de todo o artigo. Mas não exagere, pois textos com excesso de palavras-chave são penalizados por serem considerados como trapaças. O motivo da penalização é que os leitores terão uma péssima experiência ao ler um texto forçado.

Escolha do título

O título (title tag) de todos os textos do seu site ou blog deve conter o nome da página e depois o conteúdo ao qual se refere, sendo que este muda de acordo com o novo tema e deve ser o mais claro possível. Um exemplo disto seria “Cia Websites – Cia News”.

Outra opção é a utilização da palavra-chave e um separador, sempre que houver um contexto bem definido, detalhando também o título do seu artigo, como “Cia Websites – Cia News | Check list de Otimização de Sites”.

O título não deve conter mais que 70 caracteres, que é o máximo a ser exibido nos resultados dos buscadores.

Conteúdo original e relevante

O conteúdo para blogs deve ser exclusivo, ou seja, não pode conter o mesmo texto que outro site da web. O Google penaliza conteúdos duplicados, por considerá-los como cópia.

Para que o texto seja considerado relevante, o Google exige que o texto seja relativamente grande. Faça a otimização de sites seguindo , por exemplo, o que o WordPress SEO (plugin de SEO do WordPress) recomenda: textos com, no mínimo, 300 palavras. Textos menores que isto, na maioria das vezes, não passam uma informação de qualidade. Por isto, o robô do Google não dá muita importância para eles.

Textos bem escritos

Outro fator importante é a redação propriamente dita, que deve estar dentro das normas do idioma utilizado.

Muitas vezes, até mesmo simples erros bobos de digitação passam despercebidos pelos nossos olhos. Sendo assim, é primordial prestar bastante atenção na grafia das palavras, bem como nas regras ortográficas e gramaticais do idioma. Isto tudo é porque o Google também penaliza sites com estes erros, por considerar que textos mal escritos não transmitem confiança. Caso você não domine as regras de escrita, não hesite em usar um corretor de ortografia e gramática.

Recursos visuais

É interessante fazer a otimização de sites utilizando recursos como imagens e vídeos. Os textos, somados a recursos visuais, são muito mais relevantes, tanto para os buscadores como para os usuários. Utilize imagens e vídeos de boa qualidade, sempre respeitando as leis de direitos autorais.

Pessoas com nível mais avançado de conhecimento em SEO podem utilizar otimizadores de imagens em sites, como a tag “alt”. Ela facilita a leitura de imagens Google e isto ajuda em seu rankeamento no Google Images. Esta tag também fornece uma descrição alternativa para a imagem, além de outras vantagens.

Links em páginas internas

Utilizar deep links na otimização de sites, ou seja, links para páginas mais profundas faz com que o usuário passe mais tempo conhecendo seus conteúdos. Consequentemente, ele irá ter mais confiança no que você fala, aumentando, assim, sua reputação e credibilidade.

Quando um site oferece muitos links “vazios”, como por exemplo para a página inicial, a impressão que temos é de que ele não possui muito a oferecer no quesito “conteúdo”. Pelo contrário, ao oferecer muitos deep links, são grandes as chances deste site estar recheado de assuntos relevantes e de qualidade.

Planejamento eficiente de deep links

Para uma otimização de sites bem feita, lembre-se que os links internos não devem ser utilizados sem um planejamento. É importante haver uma estratégia definida e, obviamente, eles devem estar diretamente relacionados com o conteúdo ao qual o leitor está visualizando.

Um exemplo seria: no texto que o usuário está lendo existe um termo sobre o qual você já postou anteriormente. Fazendo o link entre a palavra e este conteúdo, o leitor irá ser direcionado para outra página do seu site. Isto fará com que ele passe mais tempo no seu site e conheça mais sobre o que você oferece. É importante também lembrar de não usar link internos o tempo todo. Bom senso é o segredo dos deep links.

E para finalizar, lembramos que, além desta lista, ainda existe uma infinidade de outros recursos para otimização de sites. Mas, utilizando as dicas deste artigo, você já irá conseguir fazer com que seu site dê um salto de qualidade e relevância. Assim, você sairá na frente da concorrência nos resultados de buscas.

Conheça aqui alguns cases de sucesso em otimização de sites e inspire-se.

Dica de ouro: para um bom posicionamento, foque no seu leitor e não no posicionamento. No final das contas, o importante mesmo é que o seu leitor, ao encontrar seu site, perceba a qualidade do conteúdo oferecido, queira sempre voltar e considere você uma autoridade no que fala.

Co-Fundador da Cia Web Sites, trabalha com otimização de sites desde 2009. Apaixonado pelo que faz, dedicado e extremamente preocupado com a satisfação dos clientes. Louco por futebol (assiste até jogos da Série D), relaxa nos fins de semana tomando uma cervejinha, porque ninguém é de ferro.

Compartilhe

Gostou do post? Comenta aí!