O que você precisa saber sobre o BERT, a nova alteração do Google.

Você já está sabendo sobre o Google BERT, a nova mudança no algoritmo da ferramenta de busca mais utilizada em todo o mundo?

Pois é, o Google anunciou nas últimas semanas mais uma nova alteração. E segundo a própria empresa, essa é a mais significante em 5 anos, desde a Rank Brain, que passou a usar machine learning e inteligência artificial nos resultado de busca. 

Alterações como a Rank Brain e BERT são desenvolvidas para deixar o Google mais “esperto” e intuito, e isso acaba provocando uma série de mudanças na forma que ele indica resultados de busca. 

A previsão é de que essas mudanças sejam implementadas aos poucos. Primeiro elas vão impactar as pesquisas em inglês.

Mas não vai demorar muito até elas chegarem no Brasil, já que o nosso país concentra boa parte de seus usuários. 

E isso significa que muito do nosso trabalho em SEO e produção de conteúdo para web poderá ser influenciado. 

Bom, se você quer saber mais sobre o BERT e já ir começando a se preparar para qualquer possível mudança, continue com a leitura que nós vamos explicar um pouco essa novidade. Vamos lá!

Afinal de contas, o que é BERT?

BERT é um sigla para Bidirectional Encoder Representations from Transformers. Numa tradução livre, significa algo como Representações de codificador bidirecional de transformadores.

Em linhas gerais, o BERT vai mudar a forma como o Google entrega resultados para pesquisas, baseando-se não apenas nas palavras-chaves, como estamos acostumados, mas em alguns outros fatores, como o contexto. 

Entre os outros fatores que passarão a ser levados em consideração para o levantamento de resultados mais intuitivos e naturais, será a análise de sentimentos, a determinação de entidades nomeadas, a vinculação textual ou previsão da próxima frase ou sentença a partir do contexto, a rotulação de papéis semânticos, a classificação de texto e a resolução de correferência.

Por que o BERT é necessário?      

A necessidade de mudanças como o BERT se dá pelo constante trabalho do Google em oferecer cada vez mais os melhores e mais relevantes resultados e evitar aqueles muito genéricos. 

Isso porque o Google é extremamente preocupado com a experiência do usuário. A empresa têm buscado condicionar os resultados a partir de processamento de linguagem natural para realmente entender as intenções por trás das pesquisas, principalmente as que têm como base palavras com múltiplos significados.

Isso porque a ambiguidade das palavras é considerada por muitos como uma das grandes barreiras da inteligência computacional quando se fala em processamento de linguagem natural.

Para nós seres humanos, é muito mais fácil entender termos ambíguos, ou seja, que possuem múltiplos significados.

Um exemplo disso é a palavras baixo, que pode ser tanto um instrumentos musical, quanto o oposto de alto.

Mas para os robôs do Google não é tão simples assim, já que eles não têm vivência e experiência como nós e muito menos senso comum. 

Provavelmente você já deve ter feito alguma busca no Google usando algum termo ou palavra e recebeu como resultado algo que não era exatamente o que você queria ou até mesmo que não tinha nada a ver com o que você buscava, não é mesmo?

E foi exatamente para evitar esse tipo de situação que o BERT foi desenvolvido.

Um exemplo usado pela própria Google ao apresentar a mudança foi a seguinte busca: “quantos anos a Taylor Swift tinha quando Kanye a interrompeu”. 

Essa busca, uma referência ao mundo pop, diz respeito à um incidente em uma premiação na qual a cantora em questão foi interrompida pelo cantor em seu discurso de agradecimento. 

É uma pesquisa bem específica, e sem o BERT era bem comum que os resultados fossem sobre a idade atual de Taylor, por exemplo, e não a idade da cantora na época do acontecido.

Isso porque o buscador não levava em consideração a ordem das palavras na sentença, por exemplo. O BERT tem como princípio analisar este e outros fatores para entender melhor a intenção do usuário. 

Mas o que muda na prática?

Você deve estar se fazendo essa pergunta agora: mas e aí, o que muda na prática?

Bom, como já dissemos mais acima, para os usuários o que muda é que o BERT promete resultados mais acertados.

Já para quem trabalha com SEO e com a produção de conteúdo para internet, se você já produz conteúdo de qualidade pensado no entendimento do leitor, não terá muito com o que se preocupar. Afinal de contas, já está no caminho certo. 

O BERT vai nos forçar a oferecer ao nosso público e leitores um conteúdo ainda mais relevante e menos voltado para a leitura feita pelos robôs. 

Mas o que pode te ajudar a melhorar ainda mais os seus conteúdos é passar a evitar ainda mais a repetição de palavras-chave (que é algo que você já deve ou deveria estar fazendo). 

Use muitos sinônimos e termos relacionados, assim, além de deixar o texto mais fluido, ele ainda fica mais interessante aos olhos do Google.

O BERT verá seu conteúdo com “bons olhos” e entenderá que ele é relevante. 

Assim as chances de chegar as primeiras posições aumentam. E se o seu site luta por figurar entre os famosos featured snippets, a posição zero do Google, se preocupar com isso se torna ainda mais importante. 

E os outros algoritmos do Google?

Agora você pode estar se perguntando: mas e as outras alterações do Google, como ficam?

Pois é, muitas pessoas podem imaginar que com a chegada do BERT, alterações como a Rank Brain vão ser deixadas de lado.

Mas nada disso! BERT e Rank Brain vão atuar conjuntamente. 

Isso mesmo, a primeira atualização do Google a utilizar inteligência artificial na leitura de pesquisas, usando tanto os termos usados na busca quanto o conteúdo encontrado nos resultados, será usada associada à nova configuração.

Isso porque o Google considera que há mais de uma forma de compreender a linguagem, e na busca por melhores resultados e experiências, qualquer um deles ou ambos podem ser utilizados.  

Quer saber mais sobre os algoritmos do Google e a forma que eles podem influenciar o seu empreendimento na internet?

Continue acompanhando o blog da Cia Web Sites. Nós somos especialistas em otimização do site.

Estamos sempre estudando para estarmos atualizados sobre as melhores formas de posicionar sites e negócios no Google, sendo pioneiros em SEO. 

Entre em contato para saber mais sobre como nós podemos te ajudar e até a próxima!

         

                                                                                                                                                                                                                                     



Mariana

Mariana

Jornalista que quase já foi advogada. Especialista em redação para web, memes, séries e pagode dos anos 90. Cada dia mais tatuada. Acredita que escrever também é terapia.

Comentários