Saindo do forno: Google diminuiu a meta descrição, saiba tudo aqui!

Saindo do forno: Google diminuiu a meta descrição, saiba tudo aqui!

Postado em: 16 de maio de 2018
Compartilhe

Para se dar bem na web, é preciso ficar atento às novidades! Com o SEO não pode ser diferente. Se você ainda não sabe, a meta descrição foi alterada de novo. Confira em primeira mão: afinal, quem já aumentou a meta description deve voltar atrás?

Não é à toa que o Neil Patel já disse: “SEO é complicado. Em um momento você acha que o entende perfeitamente e no outro tudo mudou.” Agora, 5 meses após mudar a meta descrição (de 160 para 320 caracteres), em dezembro/2017, o Google mexe novamente e reduz o espaço da descrição da página.

Descubra nesse artigo se a diminuição da meta description pode impactar a posição do seu site no rankeamento do Google, e como criar um resumo mais atrativo em pouco espaço!

Entenda o que é meta description

Primeiramente, você precisa entender que a meta descrição é o que compõe os Snnipets, como o Google chama (trecho exibido na página de resultados): trata-se de um mini-resumo da página, cujo conteúdo deve ser relevante ao assunto abordado.

Acontece que, muitas vezes, o algoritmo encontra alguma informação mais interessante e exibe o início do seu texto, ignorando a meta description. Contudo, ela continua sendo importante porque, na maioria dos casos, somente o título não é capaz de explicar tudo o que será tratado.

Partindo dessa ideia, não adianta elaborar um artigo de qualidade se esse campo não estiver adequado ao conteúdo criado. Afinal, se utilizada de maneira inteligente, ela pode atrair o leitor para o seu site e elevar a taxa de cliques (CTR).

Veja o que o Google confirmou essa semana

Dito isso, você começa a entender a mudança recente: máximo de 160 caracteres se a busca for realizada no PC, e 130 caracteres em dispositivos móveis. Ou seja, ao menos por enquanto, deixe de lado o empenho em criar uma meta descrição longa.

Até porque, após a modificação divulgada em dezembro, o Google relatou ao Search Engine Land que não havia necessidade de expandir, repentinamente, a meta description. Prova disso é a novidade confirmada no Twitter de Danny Sullivan, do Google, que trabalha educando o público sobre as pesquisas:

Seguidor: “Você pode confirmar que o Google alterou o padrão para o número de caracteres mostrados como os Snippets dos resultados da pesquisa?”

@dannysullivan: “Atualmente, nossos snippets de pesquisa são mais curtos do que nas últimas semanas, embora um pouco mais longos do que antes de uma alteração feita em dezembro passado. Não há tamanho fixo para trechos. O comprimento varia com base no que nossos sistemas consideram mais útil. (…) O comprimento dos trechos é dinâmico. Não estamos afirmando um tamanho máximo por causa disso.”

Confira:

Meta Descrição Menor

Divulgação em 14/05/2018.

Como ele declarou que o comprimento varia conforme o que os “robôs” consideram mais útil, é provável que o Google não divulgue um tamanho fixo para a meta descrição. Então, qual a melhor forma de escrever uma descrição para otimizar seu site?

Construa uma meta descrição matadora

1. Escreva no máximo 160 caracteres 

Alguns especialistas em marketing digital indicam apenas 155 caracteres ou menos, o que pode ser um verdadeiro desafio quando você tenta escrever a resenha perfeita. Ultrapassar esse limite pode representar a exibição incompleta ou cortada/truncada. Antes de contar os caracteres, produza uma sinopse inspiradora e atrativa para o usuário clicar. Depois, tente adequá-lo ao tamanho sugerido.

2. Induza o leitor à ação

Utilize termos call to action, induzindo o leitor a realizar uma ação. Pode ser convidando-o a clicar, descobrir, conferir ou conhecer. Essa voz ativa confere uma abordagem mais comercial e antes de vender algum produto você precisa ser convincente, use verbos imperativos. 😉

3. Seja brilhante e impecável

Reflita: sua meta descrição é um “porteiro simpático”, ou um “segurança furioso”? Parece estranho, mas é realmente isso o que acontece. Esse termo pequenino pode ser considerado o “cartão de visitas” da sua empresa. Muito cuidado com os erros de digitação ou português: se a chamada contém palavras erradas, o internauta pressupõe que o site também terá.

Tampouco adianta englobar várias palavras-chave de maneira forçosa para obter destaque no rankeamento. O Google entende quando sua intenção é forjada. Comece produzindo um resumo compatível com o tema abordado na página.

4. Elabore uma descrição única

Muito cuidado com qualquer tipo de plágio, tanto no site quanto na meta descrição. Muitas descrições costumam ser idênticas, o que afeta a experiência do usuário no Google. Para se destacar na internet, seja original.

Não perca essa Dica de Ouro!

É bom saber que, apesar de não existir um limite de comprimento, conforme a orientação do Sullivan, o mecanismo do Google pode truncar descrições muito longas.

Uma dica decisiva é cuidar bastante do primeiro parágrafo do seu conteúdo, inclusive mencionando a palavra-chave. Claro que você deve se preocupar com toda a escrita, mas capriche nesse início pensando que ele pode ser apresentado no lugar da meta description.

 

Jornalista que ama a criatividade digital. Sobreviveu à infância sem internet, e pertence à geração que deve (ria) equilibrar Vida Real x Virtual. Quando debutante, conheceu e mergulhou no Mar Cibernético, de onde nunca mais saiu. Dizem que, de vez em quando, emerge das profundezas, pesca ideias do mundo real e volta a viver entre os navegantes, “marketizando” as experiências da superfície.

Compartilhe
Arquivo

Gostou do post? Comenta aí!