Por
26 jun 2019

Atualizado em: 04 jul 2019

Conteúdo Duplicado SEO: entenda as implicações

Não viva no mundo da fantasia: a web pode ser o país das maravilhas se você souber driblar o Conteúdo Duplicado SEO. Para uma estratégia eficiente, vamos dar uma mãozinha – ou melhor, quatro!

Uma das principais preocupações dos profissionais de marketing digital atualmente diz respeito ao conteúdo duplicado SEO.

E existe muita especulação sobre isso por aí, pessoas que acreditam que o Google pune severamente essa prática e outras que a usam com frequência.

Se você quer entender realmente quais os impactos da produção de conteúdo duplicado para SEO, esse texto chegou na hora certa! 

Vamos explicar exatamente o que é, quais as implicações, como você pode checar se seu site tem conteúdo duplicado e como pode resolver o problema. Acompanhe para saber tudo sobre o assunto!

Mas afinal de contas, o que é conteúdo duplicado?

Conteúdo Duplicado SEO

Segundo o próprio Google, sua definição de conteúdo duplicado é a seguinte:

“O conteúdo duplicado geralmente se refere a blocos substanciais de conteúdo dentro ou através de domínios que correspondem totalmente a outro conteúdo ou são consideravelmente semelhantes.”

(Fonte: Central de Ajuda de Pesquisa Google.)

Ou seja, são pedaços de texto iguais ou semelhantes entre si no mesmo domínio ou em domínios diferentes. 

Algumas pessoas podem imaginar que conteúdo duplicado é apenas aquele plágio descarado de um conteúdo 100% copiado e sem os devidos créditos para a publicação original. Mas vai além disso.

Muitas vezes ele pode estar sendo gerado “sem maldade” pelas plataformas de gestão de conteúdo, como o WordPress. Isso porque o Google considera domínios com e sem o “www” como sites diferentes.

Exemplo: https://ciawebsites.com.br e https://www.ciawebsites.com.br.

Ambas seriam vistas como URLs de sites diferentes e quando as páginas podem ser acessadas das duas formas isso passa a ser considerado conteúdo duplicado. 

Esse tipo de conteúdo duplicado interno também pode acontecer quando um mesmo conteúdo pode ser acessado através de duas URLs diferentes, como é o caso de páginas de blogs feitas apenas para mostrar posts de determinada categoria. 

Assim, o mesmo post também aparece na página do blog “normal”, e isso é visto como duplicação. 

Entenda as implicações: o Google pode me punir por isso?

Conteúdo Duplicado SEO

O Google já declarou que conteúdo duplicado não é passível de punições, como a desindexação, por exemplo. No entanto, é uma prática bastante desencorajada. 

Isso é pensado na experiência do usuário, pois, para quê ele necessita de mais de uma página com o mesmo conteúdo aparecendo nos primeiros resultados de busca, não é mesmo?

Quando isso acontece, o Google identifica um dos conteúdos como sendo o original e com maior autoridade e o ranqueia melhor, já os outros tidos como cópias perdem a visibilidade. 

Portanto, podemos concluir que replicar conteúdo é uma prática de risco que pode não valer a pena. 

Verificar Conteúdo Duplicado

Pelos motivos citados acima, é sempre bom ficar de olho em conteúdo duplicado. Muitas vezes, uma simples busca no Google pode oferecer as resposta que você precisa.

Basta procurar por uma palavra-chave que está sendo ranqueada e verificar se como resultado aparece alguma URL não-amigável, isso pode ser sinal de conteúdo duplicado interno.

Outra forma é através do Google Search Console, que emite avisos de conteúdo duplicado

Algumas ferramentas são capazes de identificar plágio e conteúdo duplicado na internet. Sempre bater essa dúvida e desconfiar de algum conteúdo, recorra a uma delas.

Uma muito boa é a Site Liner, que além de identificar conteúdo duplicado, também é capaz de localizar links quebrados e ainda mais possíveis problemas. 

Conteúdo Duplicado: como resolver?

Conteúdo Duplicado SEO

Se você descobriu conteúdo duplicado no blog ou outra página do seu site, não se desespere. É possível tomar algumas atitudes para tentar resolver a situação. 

No caso dos problemas na sua URL, o ideal é padronizar tudo para a versão que você achar melhor e  indicar para o Google na sua conta do Google Webmasters qual é versão que você quer que receba a autoridade. 

Assim, aquelas que você não marcar como a preferida não serão rastreadas e indexadas, além de evitar a duplicação no futuro. 

Outra dica é usar o redirect 301 diretamente no servidor, uma forma de redirecionar a autoridade das páginas não-preferenciais para a página original.

A grande maioria dos plataformas de gestão de conteúdo oferecem alguns filtros ou tags para segmentar o site, o que é ótimo para ajudar na organização e localização de páginas.

Mas isso pode gerar um problema de duplicação com o surgimento de múltiplas URLs.

Acontece que uma mesma página pode ser acessada através de diferentes filtros, logo, isso é visto como conteúdo duplicado interno

Para resolver isso, especifique no HTML da página qual é a “canonical tag”, ou tag canônica, que indica o conteúdo original que deve receber toda a autoridade. 

E o contrário também pode ser feito, mas com as tags de “noindex”. Usando elas o conteúdo é rastreado, mas não é ranqueado. Assim não há o risco dele competir com aquele que você deseja que receba toda a autoridade.

 

Conteúdo Duplicado SEO

A duplicação de conteúdo SEO também pode acontecer quando fazemos guest posts apenas reproduzindo um artigo.

Nesses casos o ideal é usar o link para o texto original ao final do post, assim o Google entende para quem a autoridade deve ir. 

Para concluir, podemos afirmar que mesmo o Google não assumindo que pune diretamente o conteúdo duplicado SEO, essa não é uma prática muito incentivada.

É possível monitorar se ela está acontecendo com o uso de algumas ferramentas que valem super a pena.

Além disso, com alguma medidas você pode contornar a situação e resolver o problema. 

Esse foi o nosso post de hoje sobre conteúdo duplicado SEO! O que achou? Conte pra gente nos comentários.

Você também pode deixar suas sugestões de posts logo abaixo e ficar de olho no blog para não perder nenhum conteúdo da Cia Web Sites, agência especializada em criação de sites e otimização de sites.

Até a próxima!



Mariana

Mariana

Jornalista que quase já foi advogada. Especialista em redação para web, memes, séries e pagode dos anos 90. Cada dia mais tatuada. Acredita que escrever também é terapia.

Comentários