Como fazer com que minha empresa apareça no Google?

Quem tem um negócio, especialmente os que vendem na internet, precisa se preocupar em fazer com que a empresa apareça no Google. Fato é que o marketing digital é cada vez vez mais um investimento das grandes empresas de todos os segmentos e elas obtêm grandes resultados graças a ele.

Afinal de contas, segundo resultados do IBGE de 2018, 69,8% da população brasileira possui acesso à internet. A população brasileira é a segunda a passar mais tempo por dia online, cerca de 9 horas e 29 minutos, segundo a Data Reporta e dados da We Are Social e da Hootsuite.

Mas por que é tão importante fazer com que minha empresa apareça no Google?

O Google, a ferramenta de busca mais usada no mundo todo, recebe mais de 100 bilhões de pesquisas mensais, 3,5 bilhões de pesquisas diárias e mais de 2 trilhões de buscas por ano. 

A internet, mas mais especificamente o Google, se torna uma grande vitrine. Mas não é qualquer um consegue ganhar visibilidade nesse espaço. 

É preciso se destacar nas ferramentas de busca para que as suas páginas sejam apresentadas para seu público alvo quando ele procurar pelo seu produto ou serviço.

Pra você ter uma ideia, estima-se que a primeira página do Google receba mais de 70% de todo o tráfego para uma palavra-chave. Estar entre o top 5 é um posicionamento privilegiado, pois cerca de 67.60% dos clicks acabam indo para esses resultados. 

É estimado que os sites no topo do Google, aqueles na primeiríssima posição, recebem cerca de 30% de todo o tráfego. E quanto mais longe da primeira posição, mais tráfego é perdido. 

No entanto, há um árduo trabalho para que isso aconteça…

Quer saber como fazer com que sua empresa apareça no Google? A Cia Web Sites te explica no post de hoje! Boa leitura!

O SEO

Sabia que a maneira mais acertada de sua empresa conseguir essa tão alcançada visibilidade nas primeiras páginas do Google é através do SEO? Pois é, e você está com sorte de ter chegado até esse post, já que a Cia Web Sites é referência no assunto!

O que é SEO?

A sigla em inglês SEO – Search Engine Optimization – significa algo como otimização para mecanismos de busca. Diz respeito à uma série de técnicas e práticas pensadas para fazer com que o Google leia de forma positiva as suas páginas a fim de que elas sejam muito bem ranqueadas. 

Quando dizemos que uma empresa ou marca investe em SEO, estamos querendo dizer que ela trabalha para cumprir todas as “exigências” do Google a fim de aparecer entre os primeiros resultados.

Conteúdo é tudo!

Uma das primeiras medidas que devem ser pensadas para “agradar” o Google e o seu público alvo a fim de atrair visitantes para as suas páginas é produzindo conteúdo relevante e de qualidade.

Isso significa que é necessário investir na produção de conteúdo pensado no que os seus clientes e clientes em potencial estão buscando. Esse conteúdo pode ser textual, em vídeo, áudio, etc. 

Mas não basta apenas produzir, é importante estabelecer uma frequência editorial e postar com uma certa regularidade, mantendo seu site, blog e/ou redes sociais sempre atualizados.

E qual a maneira de saber qual conteúdo produzir? Descobrindo quais palavras-chave suas buyers personas usam para encontrar seu serviço ou produto. Clique no link e saiba mais!

Métricas e monitoramento

Uma vez que você começa a investir em SEO, é preciso monitorar de perto algumas métricas para saber se sua estratégia está dando certo. Só assim é possível fazer alterações no que não está indo tão bem. 

Confira algumas das principais métricas que você pode monitorar em termos de SEO:

1. Tráfego orgânico

O tráfego orgânico mede a quantidade de pessoas que acessam suas páginas através do Google organicamente, isto é, sem contar com anúncios pagos. 

Esses números podem ser obtidos na sua conta do Google Analytics. O ideal é comparar os resultados de tempos em tempos para saber se houve melhoras ou quedas.

2. Taxa de rejeição

Por outro lado, a taxa de rejeição ou bounce rate, mede quantos usuários deixaram sua página sem realizar nenhuma outra ação, como visitar outra página, acessar um boletim informativo, etc.

Também pode ser verificada no Google Analytics.

3. Páginas por sessão

A métrica de páginas por sessão é quase que o contrário da taxa de rejeição, medindo as pessoas que visitam mais páginas em seu site em uma sessão em média (uma sessão é definida como 30 minutos).

É uma excelente métrica para analisar o envolvimento dos visitantes no seu site.

Esses são apenas alguns dos principais números que podem e devem ser levados em consideração. Para saber mais sobre cada um deles e sobre outros, acesse nosso post sobre 9 métricas de SEO

Análise de concorrência

Nessa jornada para alcançar e manter os primeiros lugares do Google, a análise da concorrência é uma atividade muito importante. Ela é essencial para que se possa obter informações preciosas tanto do seu mercado quanto do seu público alvo. 

Também é uma forma de saber o que a concorrência oferece e o que deixa de oferecer. Com esse tipo de informação é possível ter muitos insights e ter a oportunidade de melhorar suas estratégias, produtos e serviços. 

Em termos de SEO, observar e acompanhar as palavras-chave que a concorrência utiliza é algo imprescindível. 

Algumas ferramentas como o SemRush permitem que você descubra quais são essas palavras, se vocês usam as mesmas, qual o seu posicionamento e o de seu adversário em relação às mesmas palavras, etc. 

O design UX

Chegamos no segundo ponto para fazer com que sua empresa apareça no Google: o UX!

O que é?

O design UX  é uma sigla para o termo em inglês User Experience Design. É totalmente voltado em oferecer, assim como o próprio nome explica, a melhor experiência possível ao usuário. 

O trabalho consiste em evitar qualquer tipo de experiência negativa e desagradável para usuários através de sentimentos e sensações ao usar um produto ou acessar um site ou aplicativo por exemplo. 

Mas o que isso tem a ver com o Google? Simplesmente TUDO!

Isso porque a ferramenta de busca é extremamente preocupada em oferecer às pessoas que o acessam os melhores resultados e experiências de navegação, tanto em relação ao conteúdo quanto ao design e navegabilidade. 

De modo bem geral, podemos dizer que o design UX passa por dois princípios básicos:

Usabilidade e acessibilidade

A usabilidade é a características dos produtos, sites, etc., que são fáceis de serem usados ou navegados, se é intuitivo e prático, etc. 

Um exemplo disso é a rapidez com que um site é aberto. Se um site leva muito tempo para carregar, é bem provável que o usuário desista e acesse a página concorrente. 

Outro fator é se os sites são adaptados para abrirem em dispositivos de todos os tamanhos, o que é de extrema importância tendo em vista que as pessoas hoje em dia tendem a acessar à internet pelos smartphones.

A segurança da navegação também é muito levada em consideração em termos de experiência do usuário. 

Por isso é recomendado investir em certificados de segurança HTTP, pois as pessoas se preocupam com o risco de terem os dados roubados e sofrerem com roubo de identidade e fraudes bancárias.

A facilidade com que os visitantes encontram as informações em um site também é algo muito válido. Fala-se então no conceito de arquitetura da informação, no qual é estudada as melhores formas de disponibilizar textos e demais conteúdos nas páginas de acordo com a relevância. 

A criação de sites

Chegamos a nossa última indicação: a criação de sites

É importante você tenha em mente que todos os 3 pontos que passamos aqui nesse post são interligados, ou seja, para que sua empresa apareça no Google é preciso criar um site otimizado para SEO e pensado na experiência do usuário.

Um site hoje em dia é uma ferramenta essencial para o desenvolvimento e sucesso de qualquer empreendimento, pois é uma das formas de consolidar a imagem e a marca web, além de encurtar o caminho dos clientes até o produto ou serviço.

Um site bem construído é capaz de comunicar, informar, captar clientes e vender, facilitar a relação com os consumidores e muito mais.

Lembre-se também que quando as pessoas estão interessadas em comprar, geralmente elas pesquisam primeiro. Se um empreendimento não tiver presença virtual, é bem provável que ele esteja deixando de vender por causa disso! 

Vamos criar seu site!

A Cia Web Sites pode te ajudar em todos esses pontos citados aqui. Criamos e desenvolvemos sites a partir do que há de mais moderno em termos de tecnologia, programação, design e conteúdo.

Com mais de 8 anos de mercado, já ajudamos vários clientes a terem uma presença muito mais competitiva na internet e a chegarem no primeiro lugar do Google. E aí, quer ser um deles? Entre em contato com a gente e saiba mais sobre as nossas soluções! 



Mariana

Mariana

Jornalista que quase já foi advogada. Especialista em redação para web, memes, séries e pagode dos anos 90. Cada dia mais tatuada. Acredita que escrever também é terapia.

Comentários