Gatilhos mentais para usar na sua estratégia de inbound marketing

Você sente que sua estratégia de marketing não está rendendo o suficiente ou é bastante falha? Bom, a barreira entre você e o sucesso de seu negócio na internet pode estar sendo a falta do uso de gatilhos mentais aplicados nas suas táticas de marketing e de vendas. 

Muitas vezes as empresas deixam de gerar uma quantidade satisfatória de leads ou não conseguem convertê-los em clientes. 

Isso pode estar acontecendo porque a sua estratégia é fraca na hora de fazer com que os possíveis clientes tomem as decisões certas, ela não é capaz de estimulá-los o suficiente.  

Quer aprender a usar os gatilhos mentais na sua estratégia de inbound marketing e alavancar suas vendas? É o que a gente te mostra no post de hoje. Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura!

O que são gatilhos mentais?

Os gatilhos mentais nada mais são que artifícios psicológicos usados para atrair o cliente e induzi-lo a realizar determinada ação de forma quase que inconsciente. O objetivo deles é entrar na mente da pessoa e engajá-la a tomar uma atitude de forma natural a partir de estímulos emocionais ou psíquicos. 

Mas calma! Não tem nada a ver com hipnose ou enganação. São apenas truques para levar os clientes em potencial até a tomada de decisão.

Nossos cérebros têm que tomar decisões o tempo todo. Desde acender uma lâmpada ou piscar os olhos a comprar ou não um carro, tudo são decisões.

Acontece que algumas, tais como o exemplo de abrir os olhos, são tomadas quase que instintivamente, se não fosse assim teríamos um desgaste mental muito grande. 

Esse tipo de tomada de atitude é motivada por gatilhos mentais, que também podem ser usados em decisões maiores como a compra de algo.

E é aí que que o marketing pode usar esses gatilhos, para incentivar os clientes a fazer algo com base no que ele quer ou precisa. 

Gatilhos mentais para vendas

Quando se fala em vendas, podemos fazer uma analogia à uma proposta de casamento: até ouvir o “sim” definitivo, é necessário passar por etapas de conquista. 

Até lá existe um percurso de encantamento, e é mais ou menos assim que funciona uma venda: vender é conquistar um cliente. E para conquistar um cliente é preciso motivá-lo a agir através dos gatilhos mentais.

Eles sempre foram usados (mesmo que as pessoas não soubessem que se tratavam de gatilhos), mas num mundo em que há um excesso cada vez maior de informações e estímulos, se torna essencial usar de artifícios para fisgar a atenção das pessoas.

Saiba agora quais são alguns dos principais gatilhos mentais que você pode usar na sua estratégia de inbound para conquistar mais clientes. 

Principais gatilhos mentais e como usar cada um deles

Escassez e urgência

Escassez e urgência são gatilhos que funcionam de forma parecida, oferecendo uma oportunidade para a pessoa, mas limitando-a. 

Com a escassez, cria-se a ideia de que um produto ou serviço é ou está sendo oferecido ou realizado em um número bem reduzido. A qualquer momento outra pessoa pode aparecer e adquirir o que está sendo apresentando no seu lugar. 

Já a urgência, cria um senso emergencial de que o tempo para adquirir algo está acabando. 

Ambos, quando bem executados, acendem um alerta de que a pessoa pode perder uma grande e única oportunidade. 

São gatilhos muito usados em campanhas de e-mail nas quais o anunciante diz que as vagas para um curso são limitadas e já estão acabando, por exemplo. 

Autoridade 

O gatilho mental da autoridade é um dos mais utilizados no inbound marketing, afinal de contas, para vender algo é necessário transmitir confiança e credibilidade ao cliente. É uma maneira de gerar valor para seu produto ou serviço.

Para usar este gatilho é preciso se posicionar como uma empresa detentora de superioridade naquele nicho ou segmento.

Você já reparou que jornais costumam convidar especialistas para falar sobre determinados assuntos, como pesquisadores e professores de Universidades? E o motivo disso é porque eles possuem autoridade para falarem sobre aquilo que estudam.

O mesmo pode ser feito no inbound marketing quando queremos vender mais. É necessário se tornar uma autoridade no seu ramo.

E uma maneira de conseguir transmitir essa autoridade é com o próprio SEO, afinal de contas, figurar no primeiro lugar do Google é algo que simboliza um status muito grande. 

Prova social

O gatilho da prova social é diretamente relacionado ao fato de nós sermos seres sociais. Isso é, vivemos em sociedade e a opinião de outras pessoas nos ajuda a tomar decisões.

Não estamos dizendo que todos nós somos um bando de “maria vai com as outras”, mas que a nossa tendência é pensar que se algo está sendo comprado e usado por outras pessoas, é porque, consequentemente, é de boa qualidade.

Nas estratégias de inbound marketing usa-se muito os depoimentos de clientes satisfeitos para ativar esse gatilho. 

Novidade

Você deve saber que quando uma certa marca de aparelhos celulares lança um novo modelo, sempre é gerado muito rebuliço, não é mesmo?

Seres humanos são ávidos por novidades. Descobertas são capazes de causar muito prazer e isso foi comprovado por uma pesquisa realizada pela Universidade de Neurologia UCL, no Reino Unido. 

O contato com algo novo é capaz de liberar dopamina, hormônio do prazer e do bem estar. 

Uma maneira do marketing usar a novidade esse gatilho mental é salientar o lançamento de produtos, serviços, conteúdos, etc., novos e como isso pode fazer toda a diferença para o cliente em potencial.

Novidades tem um grande poder de despertar o interesse das pessoas em adquirir algo melhor, mais novo ou atualizado. Use isso a seu favor!

Exclusividade

O gatilho da exclusividade chega até a se assemelhar com o da prova social, mas seu princípio é diferente.

Isso porque as pessoas querem sim fazer parte de um grupo e serem aceitas, mas melhor ainda se for um grupo exclusivo.

Os clientes gostam de se sentirem especiais e muitas vezes estão dispostas até a pagar mais caro para isso. É o caso dos clientes vips.

Dependendo do seu nicho, esse gatilho pode trazer ótimos resultados.

Reciprocidade

Bom, o gatilho da reciprocidade é capaz de criar um vínculo muito especial com seu público. Com ela você pratica uma gentileza, faz algo pelo cliente sem (aparentemente) estar esperando nada em troca. 

É o que acontece quando a empresa disponibiliza conteúdo relevante de forma gratuita através de blogposts ou e-books gratuitos.

Mas também pode ser algo no sentido de consultoria ou uma trial de alguns dias do seu produto ou serviço.

O gatilho mental da reciprocidade faz com que a pessoa se lembre imediatamente da sua empresa quando chegar o momento de decidir pela compra: “Tal empresa me forneceu um material tão bacana e gratuitamente! Imagina o que ela pode fazer por mim se eu pagar?”

Basicamente, você gera valor para o público de forma gratuita e ele te retribui fechando negócio e se tornando seu cliente. 

Antes de aplicar qualquer gatilho

É importante levar em consideração que além destes gatilhos mentais, ainda existem outros, como o da curiosidade, o da relação dor X prazer, o da simplicidade, etc.

Antes de decidir usar qualquer um deles em suas estratégias de inbound, é imprescindível que você conheça muito bem o seu público alvo.

Isso porque, determinados gatilhos não funcionam com todo mundo. Antes de aplicar um gatilho mental, analise bem se ele condiz com o perfil da sua persona e também com o produto ou serviço que sua empresa oferece. 

Bom, esse foi o nosso conteúdo sobre gatilhos mentais e como eles podem favorecer suas estratégias de inbound marketing. O que achou? Conte para a gente nos comentário abaixo e aproveite para deixar suas sugestões de posts que quer ver por aqui.

E se precisar da nossa ajuda com a criação e otimização de sites e outras soluções digitais, entre em contato! Vamos adorar dar uma mão para que seu empreendimento alcance excelentes resultados.

Até a próxima!



Mariana

Mariana

Jornalista que quase já foi advogada. Especialista em redação para web, memes, séries e pagode dos anos 90. Cada dia mais tatuada. Acredita que escrever também é terapia.

Comentários