Rebranding: o que é e para que serve?

Pamela Neri Por Pamela Neri em 8 abril, 2022 ~ 8 minutos de leitura
Rebranding: o que é e para que serve?

Para iniciar uma empresa o branding é fundamental mas, quando se trata de uma empresa consolidada, o rebranding é uma boa ideia? Quando se faz necessário? 

Se você quer entender um pouco mais sobre o processo de rebranding e conhecer alguns cases de sucesso, acompanhe o post!

O que é rebranding?

Do inglês, brand significa marca. Em tradução literal, rebrand seria algo parecido com remarca, recriar ou refazer a marca.

Rebranding é uma estratégia de marketing que consiste em algumas mudanças na imagem corporativa de uma empresa. Essas alterações podem incluir toda a identidade visual, alterando logo, símbolos e diversos ativos visuais relacionados. Porém, há casos em que só uma mudança de posicionamento é o suficiente, em outros, até o nome da corporação é alterado.

O objetivo do rebranding é criar uma identidade de marca nova e diferenciada na mente dos consumidores, investidores, prospects, concorrentes, funcionários e público em geral. Essa necessidade costuma ser acarretada por alguns motivos:

  • Expansão da marca:

Onde se faz necessário ampliar para abranger novos produtos e soluções. 

  • Crise e/ou má reputação: 

Quando a corporação carece de um rompimento com a imagem anteriormente apresentada à sociedade.

  • Fusão e aquisição:

Quando duas, ou mais, empresas se unem.

  • Modernização e reposicionamento:  

Um rebranding também pode ser essencial para marcas consagradas que pretendem se modernizar e mudar a percepção que seu público tem sobre ela. 

Identidade visual

Como já citado, o branding vai muito além das artes gráficas, envolve slogan e símbolos entre vários outros elementos que constroem a Identidade visual, porém, a identidade visual segue sendo uma das partes mais importantes para um marketing assertivo.

Muitas vezes, é difícil saber quais estratégias serão adotadas pelo público e quais não serão atendidas mas, empresas fortes apostam em um visual que se comunica e conversa com o público de forma eficiente e orgânica, por isso, é fundamental que haja um estudo aprofundado da persona ao iniciar um projeto de rebranding. 

A identidade visual é extremamente importante por inúmeros motivos, entre eles, por tornar possível definir de forma prática e “à primeira vista” qual é a empresa e seu principal negócio. Ela é responsável por atribuir valor e reconhecimento à marca. Além disso, precisa fortalecer a conexão e familiaridade entre a corporação e seu público.

Quando uma marca se solidifica e passa a ser conhecida, a população passa a associar aquela identidade visual a algo familiar. Isso impacta, inconscientemente, no processo de escolha do consumidor, que passa a tomar decisões de forma praticamente automática.

Fortalecimento de marca

Essa tomada de decisão do seu consumidor se torna ainda mais rápida, a seu favor, quando sua empresa possui uma marca fortalecida, esse fortalecimento pode se dar através de alguns outros aspectos que vão além da identidade visual. 

A definição da sua persona é fundamental para traçarmos uma estratégia eficaz de fortalecimento de marca. Imagine que sua empresa possui um público majoritariamente conservador e de classe média alta, nesse caso, parece muito óbvio que elaborar uma estratégia de fortalecimento de marca voltado aos jovens mais despojados de classes mais baixas é uma péssima ideia, né? 

Por incrível que pareça, essa informação não é tão óbvia como parece para alguém que não tem sua persona definida. Entenda seu público, defina minimamente seus gostos e desafetos para não errar na hora de investir em fortalecimento de marca. 

Algumas estratégias de fortalecimento de marca:

Defina um tom de voz e a personalidade

Com base na sua persona, defina o tom de voz e a personalidade de sua marca. Quanto mais definido e marcante for essa personalidade, mais ela irá se fixar na cabeça de seu público. 

Um excelente exemplo de personalidade e tom de voz muito bem definidos é o da Netflix, que sempre usa as redes sociais para engajar de forma leve e descontraída com sua audiência. 

Apoie uma causa

Essa, certamente, é uma das estratégias mais assertivas e mais populares de fortalecimento de marca. Apoiar uma causa social, ambiental ou cultural é uma excelente oportunidade de tornar sua marca relevante. Além de agregar maior seriedade, pode atrair mais facilmente pessoas que se identificam com essa causa, tornando-as clientes engajados.

Apoiar uma causa também é uma ótima forma de conseguir publicidade espontânea uma vez que os próprios consumidores passarão a recomendar o seu negócio para outras pessoas ligadas à causa apoiada.

Com a crescente adesão da população às causas ligadas à sustentabilidade, por exemplo, as decisões de compra estão, cada vez mais, associadas ao posicionamento das corporações em relação ao tema. 

Um estudo recente aponta que 87% dos brasileiros optam por consumir de empresas com práticas sustentáveis e que não se importam em pagar mais por isso. Vale a pena pensar a respeito, né?

Sustente seus posicionamentos! 

A internet evidencia a trajetória e a reputação das empresas, o que reflete em cobrança frequente e exige cuidados redobrados com a imagem corporativa, visto que, basta uma simples busca no Google para verificar o que a organização diz sobre si própria e o que dizem dela.

Seja na hora de definir seus posicionamentos, causas a serem apoiadas, tom de voz e tudo mais que tange um reposicionamento de marca, considere seu público alvo, tenha em mente qual imagem deseja passar, quais pessoas isso irá impactar e quais possibilidades (prós e contras) virão à tona com isso. Esteja pronto e decidido a sustentar e manter essa imagem pois, certamente, seu público irá te cobrar isso. 

Cases de sucesso

Separamos alguns cases de rebrandig, de segmentos diversos, que deram muito certo, para você se inspirar. Confira:

Havaianas

Um dos mais conhecidos e bem sucedidos reposicionamentos de marca do país, certamente, é o da Havaianas. A marca, que chegou a ser motivo de discriminação social, conseguiu um feito invejável: atender de classe A a E.

Havaianas

Além de ampliar seu leque de produtos de forma que alcançasse as mais diversas classes sociais, a Havaianas investiu em propagandas descontraídas que envolviam famosos em situações do cotidiano, utilizando e comprando chinelos da marca, para mostrar que “todo mundo usa” mesmo!

Mudanças na identidade visual, mudança no tom de voz da marca… e claro, como na maioria dos reposicionamentos de sucesso, a marca não abriu mão de se posicionar em relação a algumas causas sociais, de forma muito sutil e condizente com seu amplo público. 

Em comemoração aos 50 anos da empresa, por exemplo, a Havaianas optou por relançar seu modelo original mais famoso, o branco com azul, modelo que inicialmente era discriminado pelos consumidores.

A edição especial comemorativa teve apenas 50 mil exemplares e cada par custava R$50,00 reais, valor muito superior a seu preço original no início dos anos 90. Toda a verba arrecadada com essa campanha foi direcionada para a UNICEF.

Atualmente, a empresa brasileira está presente em diversos países e é relacionada e citada como tendência de moda e estilo em diversas revistas de moda como Vogue e Marie Claire. 

Selvagem

Criada em 1992, a Catuaba Selvagem passou por um crescimento bombástico recentemente após passar por um rebranding. A marca é um excelente exemplo de reposicionamento sem grandes alterações visuais.

O case da Selvagem se resume, basicamente, a uma mudança na personalidade e no tom de voz da marca, que soube usar muito bem as redes sociais para atingir diretamente o público final e estreitar a relação entre o consumidor e a marca. 

Resultado: Catuaba Selvagem aumentou, em apenas um ano, suas vendas em 55%, tornou-se uma febre entre os jovens e protagonizou grandes eventos como carnaval. 

Rebranding – Catuaba Selvagem

Dove

Por muitos anos, a Dove explorou o principal diferencial do seu produto em relação a seus concorrentes: a hidratação promovida por seu sabonete. Com o tempo, essa tática foi mudando e a marca passou a focar mais na beleza das mulheres.

Foi aí que surgiu a grande virada de chave: a Dove passou a tratar a beleza de forma mais profunda, inserindo os aspectos emocionais, gerando uma grande identificação do público com a marca. 

Além disso, passou a estrelar suas propagandas com mulheres completamente fora do padrão, aproximando-se do público-alvo e da tendência mundial que incentiva as mulheres a amarem seus corpos “reais”.

Banco BMG

O rebranding do banco Caixa e BMG consiste em uma reformulação da logomarca e uma mudança radical de posicionamento para alcançar novos públicos. 

Inicialmente conhecida como instituição financeira super tradicional, cujo público seria, em grande parte, apenas aposentados, pensionistas e servidores públicos, a marca deu uma baita guinada na imagem, favorecendo a modernização e atraindo novos clientes.

Para consolidar esse reposicionamento, o BMG investiu pesado em publicidade e marketing de conteúdo. O contraste é nítido entre as propagandas da instituição, uma lançada em 2019 e outra após o rebranding, em 2020.

E aí, sua empresa precisa de um rebranding? Precisa de ajuda para definir estratégias de marketing para seu negócio? Entre em contato conosco e fale com um especialista. 

Pamela Neri
Escrito por: Pamela Neri