Como tornar o seu site mais responsivo

O acesso à internet, em qualquer website, se diversifica e facilita a cada dia. Hoje isso ainda pode ser feito de computadores desktop ou notebooks, mas também de tablets, celulares e outros dispositivos.

Além disso, basta olhar em volta para ver que a maioria das pessoas utiliza smartphones para diversas tarefas. O comportamento é muito comum e, por isso, influencia a forma como as empresas de todos os segmentos devem fazer o seu website.

Cada detalhe deve ser levado em conta, pois os aplicativos e sites devem ser adaptados para os dispositivos móveis.

Vamos supor que um consumidor está buscando cortina para quarto, por exemplo. Se ele entrar em um site que não seja responsivo, as chances de ele sair e ir para um concorrente são grandes, devido à má experiência.

Por isso é fundamental que os empreendedores compreendam o que é um site responsivo, incluindo as vantagens do recurso e seus princípios envolvidos.

O que é um site responsivo?

Quando não é responsivo, o site que é aberto pelo celular até pode ter a tela ajustada, mas as letras ficam pequenas, e o leitor precisa utilizar o zoom para conseguir visualizar todo o conteúdo.

Já os sites responsivos são inteligentemente projetados para serem adaptados a qualquer tipo de dispositivo e resolução, sem distorcer o conteúdo. 

Isso acontece por meio da identificação da largura do dispositivo, que possibilita que o site de empresas de gestão de resíduos na construção civil, por exemplo, identifique o espaço disponível e como a página será exibida para aproveitá-lo da melhor forma possível.

Para isso, são ajustadas as dimensões das imagens da página, fontes e demais elementos, para que o design da página fique proporcional.

Portanto, um site responsivo é aquele que se ajusta perfeitamente a qualquer resolução, com o mesmo layout, de maneira harmônica. Assim, o visitante pode ter a mesma experiência de leitura, independente do dispositivo que utilize para o acesso de um e-commerce de rotulos para cosmeticos, por exemplo.

Enquanto o site responsivo é projetado para se adaptar às telas, a versão mobile funciona como um segundo site, feito exclusivamente para ser aberto em determinados tipos de dispositivos, como os celulares e tablets.

O ideal é investir em um site responsivo, mas a versão mobile funciona como uma boa medida provisória, principalmente para empreendimentos com menos recursos ou projetos de adaptação em andamento.

9 vantagens de ter um site responsivo

O investimento em um website responsivo é fundamental com o aumento dos acessos a sites e aplicativos pelo celular. Afinal, os dispositivos móveis são mais acessíveis que os computadores, o que popularizou o acesso às tecnologias entre a população. 

Dentre as vantagens de investir em um site responsivo, é possível enumerar:

  1. Melhoraria na experiência dos usuários;
  2. Aproveitamento do crescimento do acesso via mobile;
  3. Otimização de sites SEO e posicionamento em sites de buscas;
  4. Aumento da velocidade da página;
  5. Diminuição da taxa de rejeição;
  6. Aumento das vendas da empresa;
  7. Aumento da taxa de conversão de leads;
  8. Mais compartilhamento nas redes sociais;
  9. Preparação para dispositivos futuros.

1. Melhoraria na experiência dos usuários

A experiência do usuário é fundamental e gera resultados concretos. Quando um visitante acessa uma página e não encontra o que procura ou fica insatisfeito com o site, são maiores as chances de ele sair e procurar outro, que pode ser o da concorrência.

2. Aproveitamento do crescimento do acesso via mobile

Um relatório divulgado pela We are social, em 2015, aponta que 39% da população brasileira, o que representa 79 milhões de pessoas, já têm acesso à internet pelo celular e outros dispositivos.

A tendência de crescimento do acesso é confirmada pela mesma pesquisa, que mostra o aumento de 109% no número de visualizações de página nos dispositivos móveis ao mesmo tempo em que ocorreu uma queda de 12% na visualização via desktop.

3. Otimização SEO e posicionamento em sites de buscas

Os sites de buscas favorecem os sites responsivos. Para exemplificar, basta pensar em uma pessoa que faz uma pesquisa sobre painel em tecido sublimado. Se ela estiver em um celular ou tablet, os sites com capacidade para adaptação têm preferência. Isso contribui para aumentar naturalmente o tráfego orgânico dos sites responsivos, por meio do ranqueamento.

4. Aumento da velocidade da página

O ideal é que os conteúdos para abertura por dispositivos móveis sejam carregados completamente em até 2 segundos. Geralmente isso não ocorre quando a página não é responsiva, já que a adaptação para dispositivos móveis permite páginas mais leves e otimizadas.

Entretanto, a velocidade de carregamento pode prejudicar o ranqueamento do site de uma empresa que vende purificador de agua de parede. Isso porque, o carregamento muito lento prejudica a experiência do usuário e também aumenta as chances de ele sair do site.

5. Diminuição da taxa de rejeição 

Um site responsivo terá menos usuários insatisfeitos, que entram e saem do endereço sem fazer nenhuma interação.

A taxa de rejeição também está ligada à experiência dos usuários, e também pode ser interpretada pelos sites de buscas como sinal de conteúdo de baixa qualidade.

6. Aumento das vendas da empresa

Ter um site ou aplicativo responsivo, que agrade aos visitantes, também pode ser uma maneira de aumentar as vendas de lampada fluorescente 40w, ou outros produtos, de qualquer segmento. Apesar de a maioria das pessoas ainda preferir concluir as compras pelo desktop, a confiabilidade nas aplicações feitas por celular é crescente.

7. Aumento da taxa de conversão de leads 

A conversão e geração de leads pode aumentar com o investimento em sites responsivos, assim como a quantidade de vendas. É fundamental ter um site responsivo, para quando o visitante entrar, encontrar uma página alinhada. Landing pages responsivas também facilitam o preenchimento de cadastros.

8. Mais compartilhamento nas redes sociais

Os brasileiros se destacam mundialmente devido ao uso das redes sociais, e o acesso via smartphones é expressivo. Portanto, é imprescindível que as páginas sejam responsivas, principalmente se o objetivo da criação de sites e conteúdos for o compartilhamento nas redes sociais.

9. Preparação para dispositivos futuros

Um design responsivo se adapta à diferentes resoluções e não a diferentes dispositivos. Ou seja, o layout irá proporcionar a melhor experiência para o usuário sempre, mesmo diante do lançamento de equipamentos com diferentes resoluções. 

Portanto, a empresa especializada em forro de gesso acartonado, por exemplo, que investe em um site responsivo, está mais preparada para as tecnologias que podem surgir.

Princípios básicos para o layout de um site responsivo

A solução de problemas de multi-telas fica mais fácil com o web design responsivo. Ele está baseado em alguns princípios básicos, dentre os quais podemos citar:

Design Responsivo e Design Adaptativo

Embora os termos pareçam semelhantes, as abordagens se completam, por isso não há uma maneira certa ou errada de projetar o site. O ideal é manter o foco no conteúdo e na experiência do visitante.

Fluxo

O conteúdo fica mais verticalizado à medida que a tela dos dispositivos diminui. Assim, o conteúdo é empurrado para baixo, criando um fluxo. O fluxo pode ser estilo flow ou estático. 

Os conceitos podem parecer difíceis, mas passam a fazer mais sentido conforme aumenta o contato com os sites responsivos.

Unidades Relativas

A tela utilizada para acesso dos conteúdos pode ser um desktop, smartphone, entre outras opções. A densidade de pixels utilizada no site também pode variar e, por isso, é preciso utilizar unidades flexíveis, que funcionem com base em porcentagens. Assim, um elemento na escala de 50% sempre ocupará metade da tela ou janela de exibição.

Pontos de interrupção

Uma página com três colunas no desktop pode ter apenas uma nos smartphones, por exemplo. Isso ocorre por meio dos pontos de interrupção. Eles fazem com que o layout mude em locais definidos, quebrando e verticalizando sequências.

Valores mínimos e valores máximos

Nem sempre é positivo que o conteúdo ocupe toda a tela, por isso, os valores mínimos e máximos ajudam bastante. Um exemplo seria o uso de um elemento com largura de 100%, com máxima largura de 1000 pixels; isso significa que o conteúdo irá preencher toda a tela, com a limitação de 1000 pixels.

Objetos alinhados

O alinhamento ajuda a manter os elementos visuais bem envolvidos no design da página, possibilitando maior compreensão e uma impressão melhor do site.

Desktop ou mobile?

Muitos empreendedores podem ficar com dúvidas com relação ao planejamento do website para aluguel de tenda cristal ou outros serviços. A maioria se pergunta se deve começar o projeto pela versão para desktop ou para dispositivos móveis. 

Tecnicamente não existe uma fórmula mais recomendada, embora começar pela versão mobile possa ser um pouco mais complicado. Algumas tomadas de decisão podem ficar mais difíceis, por isso, muitos profissionais começam por ambos simultaneamente.

É imprescindível contar com profissionais qualificados e com experiência para fazer os sites responsivos. Desta forma, fica mais fácil garantir todos os benefícios das plataformas.



Lucas Ferraz

Lucas Ferraz

Analista de sistemas, conheci a otimização de sites (SEO) em meados de 2007 e venho me aperfeiçoando desde então. Nas horas vagas me dedico a projetos pessoais de desenvolvimento e marketing. São poucas as coisas que gosto e quase todas envolvem tecnologia.

Comentários