Black Friday 2019: como aumentar as vendas da sua empresa

A Black Friday é o momento que todos aguardam para fazer valer suas economias comprando produtos/serviços a baixo custo.

Mas não é só os consumidores que ficam ansiosos pela data, os lojistas também e não vai ser diferente na Black Friday 2019

A data teve origem nos Estados Unidos e logo foi incorporada por outros países, como aqui no Brasil.

O termo refere-se a uma queda na bolsa de valores, em uma sexta-feira que vários investidores perderam grandes fortunas. 

Porém, com o tempo, a Black Friday passou a significar “voltar ao azul” (do inglês going back to black).

Os lojistas conseguiram dar uma interpretação positiva ao termo dizendo que se referia ao momento em que os estabelecimentos retornavam ao azul, ou seja, voltavam a ter lucro. 

Ela foi introduzida em uma data que antecipa as compras de Natal, após o dia de ação de graças, que é comemorado nos Estados Unidos.

Dessa forma, fomenta-se o mercado e aumenta as vendas em diversos segmentos, do físico, como lojas de roupas, até o virtual, como empresas de criação de sites e inbound marketing

Nos anos 2000 a data começou a fazer jus ao conceito e começou a ter grandes volumes de venda. Foi aí que outros países começaram a adotar este dia.

Agora, cá estamos, na Black Friday 2019, prometendo muito sucesso.

No Brasil, a data tem sido muito bem aproveitada, principalmente para os lojistas.

E, alguns dados, indicados por agências de marketing digital, mostram que as compras online nessa época, tem mais volume do que compras em lojas físicas. 

Quando é a Black Friday 2019 no Brasil?

A Black Friday 2019 será no dia 29 de novembro. O objetivo principal é incentivar o consumo e aumentar o índice de vendas. 

No Brasil a data ocorre desde 2010. Iniciou pelo E-Commerce, mas logo começou a ser utilizada pelos varejistas tradicionais.

Muitas empresas não gostam da data no final de novembro, e até já tentaram mudar para o mês de setembro.

O motivo alegado é que as compras de Natal, muitas vezes, são antecipadas na Black Friday, e isso não é vantajoso. 

Setembro seria um mês ideal pois é mais afastado do Natal, que o mês de novembro. Porém, a data em novembro já foi popularizada, então não há mudanças à vista, com relação a este fato. 

Promoção black friday: porque as empresas precisam investir

São muitos os motivos pelos quais empresas precisam investir na Black Friday. Por isso, vamos apresentar dois deles para que você entenda a importância da data para o seu negócio. 

Surfar no “Hype” 

Já escutou a expressão surfar no hype? Ela significa acompanhar as tendências, participar de assuntos que estão na moda tanto no mundo online, quanto do offline – pois sabemos que um sempre esbarra no outro. 

Quando chegar a Black Friday 2019, todos os lojistas estarão preparados para participar e, se você fica de fora, além de não participar dos lucros que a data pode dar, poderá perder pontos para o seu concorrente. 

Se você abre espaço para o seu concorrente conquistar seu cliente através de uma promoção que distância muito o seu preço do dele, isso pode ser difícil de reverter depois. 

Além disso, o momento é propício para consumo, dessa forma as pessoas se sentirão atraídas a comprar, então é uma grande oportunidade de fazer negócio. 

O consumidor se prepara para a black friday 

Cada vez mais a data tem se consolidado como época de comprar produtos ou serviços “premium”, ou seja, aqueles mais caros, como eletrônicos no geral, pacote de viagens e etc. 

Às vezes seus próprios clientes já estão esperando que a sua empresa ofereça promoções nessa época. E, quando você não se planeja para isso, não supre as expectativas do público.  

Pesquisas mostram que cerca de 40% afirmam que consideram lojas que já compraram anteriormente para consumir no outro ano. 

E, ainda segundo estas pesquisas feitas pelo Google:

“Comprar um produto que deseja muito é o objetivo a se conquistar durante o ano, citado por 15,2% dos consumidores.”

Os mais citados depois são fazer uma viagem, aprender algo novo, focar no bem-estar/saúde e investir na aparência/estética. Ou seja, muitos só estão esperando o momento certo para conquistarem esse objetivo. 

Os erros mais comuns de uma empresa na Black Friday 

Muitos esperam fechar grandes negócios e acabar com o estoque de produtos na Black Friday. Porém, cometem erros que acabam distanciando o cliente do momento de fechar a compra.

Vejamos os erros mais comuns:

Não se planejar devidamente

A Black Friday 2019 terá um período de tempo menor entre a data e o Natal, com relação ao ano passado. Portanto se planejar se tornou ainda mais essencial. 

Os estoques precisam estar devidamente reforçados e uma pesquisa deve ser feita para analisar e se informar sobre o volume de venda que o seu segmento espera ter. 

Se a suas promoções estão concentradas em loja física, certifique-se de que no dia (ou na semana da Black Friday) ela consiga suportar um número maior de visitas e operações.

Caso espere um grande volume de vendas, não hesite em contratar mais funcionários para o período.

E, se a loja for virtual, verifique a hospedagem do site e como está a otimização de site, além dos sistemas de loja virtual e os meios de pagamento. 

Quando não há planejamento, dificilmente o cliente irá ter uma boa experiência com o seu produto/serviço e isso faz com que ele desista da compra. 

“Queimar o filme” com o consumidor 

Por muito tempo o dia se popularizou no Brasil como “Black Fraude” e virou motivo para memes do tipo “pague a metade do dobro do preço”.

Isso começou quando empresas começaram a se beneficiar da data, sem levar em consideração seu foco, que é aumentar a procura e vender mais barato. 

Muitas criam promoções fictícias e até aumentam o preço do produto na época, só para venderem mais e ludibriar o consumidor. Só que se engana quem acha que isso é realmente proveitoso. 

Acontece que quando fazem isso, empresas/marcas perdem totalmente a credibilidade com o cliente.

Além de também atrapalhar o evento, pois desmotivam os consumidores a comprarem na data, já que corre o risco de serem enganados.  

Focar apenas no preço 

Na pesquisa do Google, 30,2% citaram “melhor preço” como aspecto mais importante na hora de definir o local da compra.

E, essa é uma regra que conta para a Black Friday 2019, mas não é o único fator para se levar em conta. 

Neste ano, inclusive, já foram feitas análises que mostram que umas das possibilidades mais procuradas pelos consumidores será a de “retirar o produto na loja” e empresas que oferecem essa opção saírão na frente.

Segundo a revista Exame:

“Para o consumidor, essa modalidade elimina o custo de frete e o tempo de entrega, um dos grandes problemas no período de compras da Black Friday. E, para os vendedores, é uma chance de vender outros produtos e serviços.”

Estratégias para ampliar suas vendas na Black Friday 2019

Já entendemos como e para quê o dia foi criado, sua importância e os maiores erros na hora de vender.

Agora chegamos para a parte principal do artigo: a que aprendemos como podemos ampliar as vendas na Black Friday 2019

Entre os erros mais comuns esbarramos em falta de planejamento, falta de transparência e aperfeiçoamento na experiência de compra do consumidor.

Estes erros são solucionados com estratégias simples, que podemos aplicar na Black Friday e em todos os dias. Vamos lá! 

Divulgação de qualidade e com antecedência 

Se a data é dia 29, não deixe para anunciar seus produtos/serviços no dia 28. Assim fica difícil as pessoas encontrarem a sua promoção no meio de tantas outras. 

Programe a agenda de divulgação em canais próprios de divulgação, como site e redes sociais, com ao menos uma semana antes da data.

Uma tendência é concentrar as melhores promoções e divulgações nos itens com maior valor agregado, pois com certeza chamarão mais atenção. 

Sempre lembrando que seus canais de comunicação com o público devem permitir uma boa experiência para o usuário.

Dessa forma, investir em um bom site e em bons conteúdos sempre vai agregar bons resultados às suas estratégias. 

Nessas horas também, o SEO faz toda diferença pois, “mais de 90% dos brasileiros pesquisam produtos e serviços na web antes de comprar.”

Portanto,

Em terra de Black Friday quem é bem posicionado no Google é rei! 

E, mesmo que o seu foco de vendas seja em lojas físicas, não deixe de divulgar as melhores promoções antecipadamente.

As ofertas precisam ser atrativas e o consumidor precisa ser guiado por CTAs (chamadas para ação). 

Gastos extras com marketing digital nessa etapa são extremamente necessários, mas nada que vá pesar no seu bolso. Garanta uma divulgação de qualidade através de um bom planejamento. 

Vá além do preço 

Como vimos acima, os dados apontam que o preço é um dos fatores mais predominantes nas vendas nessa época. Porém, não podemos deixar de lado outros elementos. 

Preço baixo é ótimo, mas existem outros recursos a serem explorados na hora de dar descontos, principalmente para lojas virtuais (onde estão concentradas as maiores vendas) como: entrega grátis, ou promoções como leve dois e pague um.

Frisando novamente na tendência da Black Friday 2019, no e-commerce: retirada de produtos na loja.  

Além do mais, as lojas precisam entender que neste momento não estão apenas vendendo para os seus clientes, pois esse é um momento propício para captação de novos. Dessa forma, os priorize também. 

Para conseguir agregar bom preço e outros benefício na compra tente uma parceria com fornecedores, assim você não recebe todo o “impacto” da promoção e divide o desconto. 

E, fique de sobreaviso, se os seus estoques durarem até depois do dia 29, prorrogue as promoções. Muitas empresas têm feito isso e tem obtido um bom retorno.

Vá além das vendas 

Quem disse que Black Friday é bom só para vender? Ela pode também te ajudar a captar leads. Afinal, a sua estratégia não pode se limitar apenas às vendas.

Em caso de lojas virtuais, invista no uso de botões de compra que direcionam o cliente para a compra sem burocracias, e também para o preenchimento de formulários com destaque na página web.

Peça informações ao seu cliente em troca de desconto! E, o mais importante, esteja atento ao seu concorrente e torne a sua venda mais atrativa.

Claro que todos querem grandes retornos, porém haja sempre com bom-senso, não force a barra para a captação de dados e nem faça do processo algo longo. 

Faça essa interação também entre o seu canais virtuais e lojas físicas, dessa forma você otimiza as vendas e amplia o retorno da sua empresa com a Black Friday 2019.

Contudo, otimize seu site e outros meios de comunicação para passar a frente do seu concorrente.

Chegamos ao final deste passo a passo com as melhores práticas para ampliar as vendas na Black Friday. 

Se você gostou e deseja desde já investir em marketing digital, conheça as soluções oferecidas pela Cia.

Além de boas dicas, ajudamos você a alavancar suas vendas aumentando a presença da sua empresa no meio digital.



Ingrid

Ingrid

Produtora de conteúdo e social media. Aventureira em marketing digital. Entusiasta da antropologia cultural atrelada à vivência como forma de emissão da mensagem publicitária.

Comentários