Outbound x Inbound – Entenda o Marketing do Século XXI

Outbound x Inbound – Entenda o Marketing do Século XXI

Postado em: 20 de abril de 2017
Compartilhe

Quando uma empresa deseja fazer uma nova estratégia de vendas, sempre surge a dúvida: optar por fazer esta estratégia utilizando o novo modelo de marketing, o inbound, ou o modelo mais tradicional, outbound?

Os adeptos do inbound marketing começam a “puxar sardinha” para o lado deles. Apresentam milhões de dados, gráficos e números, provando sua eficácia. Citam leads, jornadas de compra e atração de visitantes. Dizem que o outbound está acabado, e que o marketing de conteúdo é o futuro.

Por sua vez, a equipe de outbound rebate dizendo que o inbound não tem escalabilidade o suficiente para uma estratégia bem-sucedida em larga escala. Alegam também que muitas empresas não têm tempo nem recurso de investir durante meses numa estratégia que só trará resultados a longo prazo, já que, por sua vez, o outbound traz resultados mais imediatos.

Qual das duas está correta? As duas!

Ambas as estratégias têm seu lado forte e seu lado fraco. Tudo depende do segmento que você trabalha, do seu produto e dos objetivos que você quer alcançar.

Conheça um pouco sobre os conceitos e aprenda as principais diferenças entre as vendas inbound e as vendas outbound!

O que é Inbound?

O inbound é uma abordagem que vem trazendo imensos resultados no Brasil. Funciona no meio virtual, e atrai usuários oferecendo conteúdo relevante através de sites/blogs, com o objetivo de convertê-los em leads, de forma orgânica. São passados para a área comercial somente os contatos que já estão preparados para efetuar a compra, diminuindo, assim, o esforço de vendas.

Saiba mais sobre Inbound Marketing: o marketing de conteúdo.

O que é Outbound?

Outbound é uma maneira de fazer marketing que reinou durante muitos anos. Seu processo se baseia na busca ativa de clientes, com pouca segmentação/diferenciação na informação e na disseminação de atributos do produto. Ou seja, informações com pouco valor percebido das pessoas. Ele se popularizou com as propagandas de TV, rádio e jornal. Trata-se de um marketing invasivo que trabalha com a interrupção.

Outbound x Inbound

inbound x outbound

Quando utilizar o Outbound?

O outbound é indicado para segmentos mais complexos ou com custos de aquisição muito alto. Os altos cargos de uma empresa, ou seja, os tomadores de decisão, são pessoas muito difíceis de se atingir de uma forma natural. É preciso de muito trabalho, em um âmbito mais pessoal, para se fechar negócio. Um grande exemplo de outbound é o telemarketing, que, por incrível que pareça, ainda dá resultados positivos em 2017.

O marketing no século XXI

O jeito de se praticar marketing vem mudando ao longo dos anos. Desde quando começou a padronização dos produtos, ou seja, produtos muito parecidos de uma marca e outra, o marketing ativo começou a deslanchar com o objetivo de diferenciação e criação de desejos através da identificação de valores.

Quando colocamos lado a lado, comparando o novo ao velho, quase que automaticamente, colocamos o novo num patamar de solução e o velho como antiquado e ultrapassado. Porém, não é bem assim! O outbound é um meio ainda extremamente eficaz, e cabe à sua empresa saber identificar se é a estratégia que funciona para o seu negócio. O ideal é uma estratégia conjunta do inbound com o outbound.

Publicitária por formação e redatora por vocação/coração, atua profissionalmente com textos há 7 anos. Hoje, seu trabalho é voltado para marketing de conteúdo e SEO, e busca, continuamente, atualizar-se sobre este mercado. Ama música, estudos, esportes (principalmente os radicais!), pets (principalmente os cats!), cachoeiras e filosofias de vida alternativas. Como uma boa descendente "di italiano" que é, costuma abrir mão de quase tudo em troca de um bom prato de macarrão.

Compartilhe

Gostou do post? Comenta aí!